Tendência

Como conteúdos interativos compráveis estão mudando a cara das compras online

Gabriela Porto
Gabriela Porto February 1, 2022
Como conteúdos interativos compráveis estão mudando a cara das compras online

Esta história é bem antiga: as marcas querem ser vistas por seus clientes e público-alvo, independente de estarem oferecendo um novo produto, descontos, pacotes e muito mais. Há muito tempo as empresas vêm investindo em estratégias de marketing e publicidade para estarem no centro das atenções. 

Agora, no mundo digital, isto não é tão fácil como antes. O bloqueio de anúncios, botões de “pular anúncio” e outras funcionalidades foram criadas para impedir que a experiência do usuário online seja interrompida. Em 2021, as extensões mais baixadas pelos usuários do navegador Firefox eram bloqueadores de anúncios. Além disso, o crescente debate sobre o consentimento de cookies e políticas de privacidade digital pode tornar as coisas ainda mais difíceis para as empresas que pretendem criar anúncios personalizados com base no comportamento do usuário. 

Isso nos leva a uma pergunta comum dos dias atuais: como chamar a atenção dos clientes sem interromper sua jornada digital? Uma solução é o conteúdo comprável. Saiba o que é e como os grandes players do mercado estão utilizando esta estratégia de marketing para melhorar as taxas de conversão e, em geral, crescer no cenário digital.

O que é conteúdo comprável?

O conteúdo comprável pode ser tudo, desde blogs, postagens em mídias sociais, revistas digitais e até eventos de live shopping. Não muito diferente do conteúdo de marca e outros tipos de publicidade em vídeo, o conteúdo comprável tem uma característica própria: ele leva os clientes diretamente do conteúdo para a página de checkout. O principal objetivo é reduzir o número de etapas que os clientes devem seguir para comprar o produto anunciado. 

Com o grande crescimento deste tipo de conteúdo, as agências começaram a oferecer todos os tipos de experiências de conteúdo comprável, tanto para as empresas quanto para os clientes finais. Duas das agências mais conhecidas que integram conteúdo e comércio são a BEN e a eko

Utilizando recursos de inteligência artificial, elementos de storytelling, imagens que chamam a atenção e códigos de programação, as marcas podem adicionar os produtos que querem que sejam exibidos e ajudar os clientes a adicionar isso ao seu carrinho de compras. Isto também ajuda a dar um novo significado ao ecommerce, indo além de um simples hub de compras, mas um lugar onde os clientes possam ver conteúdos interessantes. 

A seguir, selecionamos algumas das melhores e mais eficazes formas que as marcas de diferentes setores estão abordando esta estratégia e como elas estão se beneficiando disso.

Os vídeos interativos de culinária do Walmart

Na primeira metade de 2021, o gigante americano Walmart fez uma parceria com a eko para construir uma série interativa promovendo produtos de supermercado chamada “Walmart Cookshop“, disponível apenas para pessoas na América do Norte. O Walmart disse que a versão beta da Cookshop obteve uma taxa de cliques de 8,7%, enquanto a eko disse que sua taxa de cliques para conteúdo relacionado ao comércio é de, em média, 7%. 

A Cookshop é uma série de vídeos de cozinha com chefs famosos como Jamie Oliver e personalidades como Sofia Vergara. Em um formato “escolha sua própria aventura”, os espectadores podem personalizar a receita como quiserem e, ao final do vídeo, é oferecido um carrinho de compras com os produtos apresentados. 

Assim, os clientes podem adicioná-los a um carrinho e ser redirecionados para o próprio site do Walmart, onde podem ir para o checkout e escolher a melhor maneira de encontrar os produtos exibidos. Eles também podem excluir quaisquer itens que não desejem comprar.

A principal diferença entre o conteúdo do Walmart e outros é que ele capacita os espectadores e torna a experiência mais interessante ao deixá-los tomar as decisões, o que é muito interessante porque mantém o cliente envolvido de uma forma que um vídeo tradicional pode não conseguir.

Loja de live shopping da FARM Rio

A FARM Rio é uma das maiores marcas do Grupo SOMA. Nascida no Rio, a FARM já se expandiu internacionalmente para os Estados Unidos e Europa, e está sempre atualizada para oferecer diferentes tipos de experiências para os clientes. Desde 2020, como uma estratégia impulsionada pela pandemia, o laboratório de inovação do Grupo SOMA construiu a Lojix, uma loja 100% digital, interativa e ao vivo.

Cada vez que uma nova coleção é lançada, a FARM recruta seu próprio pessoal para liderar horas de conteúdo fazendo o cliente sentir como se um vendedor estivesse falando sobre os novos produtos em uma loja. Usando sua própria plataforma, eles são capazes de controlar quais os produtos que serão exibidos e os clientes podem adicioná-los automaticamente ao carrinho sem perder nada da apresentação. Na primeira vez, a Lojix registrou sete mil acessos simultâneos no link do live shopping. 

Artigos de moda da Louis Vuitton

A Louis Vuitton também está aproveitando esta estratégia, usando a inovação a seu favor. Como oferecem produtos de luxo e exclusivos, é mais do que natural que a experiência de compra online do cliente reflita isso. Eles contam com vídeos e artigos sobre diferentes categorias, recrutando parceiros famosos e exibindo seus itens mais icônicos.

Em vez de interromper a experiência de leitura, a renomada marca de luxo está oferecendo seu próprio conteúdo com entrevistas, peças dignas de notícia e outros temas sobre tendências – todos eles relacionados aos produtos da Louis Vuitton. Em todas as imagens apresentadas nos artigos há botões “Compre agora” e uma aba “Veja mais”, com outros produtos em destaque da mesma coleção. Isto é extremamente útil para a indústria da moda de luxo, pois enfatiza o quão exclusivo e importante é um produto através da prova social. 

A revista digital da Avon

A Avon, nascida em Nova York, é uma empresa de cosméticos que construiu um legado significativo no Brasil. No início dos anos 2000, a marca se popularizou ao capacitar as pessoas a se tornarem representantes de vendas usando revistas. O ritual era simples: as pessoas recebiam as revistas e podiam encomendar por intermédio do representante de vendas, que, então, entregaria o produto da maneira que fosse mais conveniente.

Recentemente, a AVON adicionou a revista digital com ações compráveis em seu site. Clicando nos botões, os clientes podem adicionar ao carrinho os produtos que desejam e continuar navegando pela revista, que apresenta conteúdo sobre os benefícios dos cosméticos oferecidos. 

Olhando para o futuro do conteúdo

O conteúdo comprável está transformando o cenário do ecommerce. Os consumidores estão se acostumando cada vez mais a novas formas de experiência de varejo. Com o uso de smartphones e novas tecnologias, os consumidores modernos esperam comprar itens direto das imagens como parte de uma experiência de compra sem interrupções. 

As diversas facetas de conteúdo comprável

O conteúdo comprável não precisa necessariamente ser uma grande produção com eventos ao vivo e vídeos interativos. Hoje em dia, as plataformas de mídia social oferecem todos os tipos de funcionalidades que permitem que cada marca venda online que vão além do ecommerce. As funcionalidades de compras do Instagram e o Facebook Marketplace são apenas dois exemplos de como as mídias sociais estão impulsionando o crescimento do conteúdo comprável em todos os lugares.

Continue lendo: artigos relacionados
Tendência

O Varejo já está no Metaverso

Talvez a sua primeira interação com a palavra metaverso tenha sido com alguma notícia sobre o Mark Zuckerberg…

R2U
R2U
Tendência

Metaverso: o futuro do Social Commerce?

Disclaimer: este material foi desenvolvido a partir do conteúdo apresentado pela(s) marca(s) citada(s) durante o VTEX DAY 2022…

Isabella Feitosa
Isabella Feitosa
Tendência

Conheça os principais benefícios do Live Shopping

O Live Shopping (LS) será um dos canais mais promissores para o ecommerce nos próximos anos. Há um…

Lalo Aguilar
Lalo Aguilar
Tendência

Como adaptar o ecommerce às novas restrições do Pix feitas pelo Banco Central do Brasil

Benefícios do Pix para o ecommerce  Desde seu lançamento, em novembro de 2020, o Pix tem facilitado as…

Camila Isibara
Camila Isibara
Tendência

O futuro do varejo chegou

O comércio digital cresce de maneira consistente, ano após ano, em todas as regiões do mundo. Porém, principalmente…

Rafa Forte
Rafa Forte
Tendência

Quais as novidades do “compre agora, pague depois”?

Discutimos anteriormente o que é o fenômeno do “compre agora, pague depois” (também conhecido em inglês como Buy…

Andreea Pop
Andreea Pop
Tendência

É hora de converter mais com conteúdo gerado pelo usuário (UGC)

Coloque-se no lugar dos seus clientes. Você está navegando em uma loja de ecommerce em busca de uma…

Carolina Martin Guitart
Carolina Martin Guitart
Tendência

Social selling na indústria da moda

Comprar e vender sempre foram atividades sociais. Muito antes das redes sociais surgirem, as pessoas já engajavam em…

Larissa Coelho
Larissa Coelho
Tendência

Como a VTEX chegou a 60% de representação no Ranking da ESHOPPER

Conheça as principais funcionalidades da plataforma que garantem uma boa classificação no ranking que avalia a experiência do…

ESHOPPER
ESHOPPER
Veja Mais
Registro feito com sucesso