A era dos pagamentos digitais chegou

Ao longo dos anos, o dinheiro tem tido diversas formas: ouro, metal, papel, cheques, cartões de crédito e débito, e muito mais. Ele se tornou o meio de pagamento padrão porque é fácil de transportar, calcular e gastar. Desde transações comuns em dinheiro a transferências bancárias e links de QR code, os métodos de pagamento têm evoluído constantemente, tanto online como offline, mas principalmente no ambiente online. Alguns até dizem que no futuro não será mais usado o dinheiro físico por causa dos pagamentos digitais que lideram a revolução dos pagamentos, impulsionados tanto pela crise sanitária da COVID-19 quanto pelo aumento das compras online. 

Mas o que são os pagamentos digitais, como eles afetam clientes e empresas no mundo todo e como gerenciar com segurança este novo fluxo de caixa? 

Adeus “dinheiro ou cartão”, olá pagamentos digitais!

Pagamentos digitais são todos os tipos de pagamento feitos pela internet e canais móveis sem qualquer transferência física de fundos. Usar a carteira digital do seu celular para comprar café em uma loja local ou digitar as informações do seu cartão de crédito em um aplicativo para realizar pedidos são alguns exemplos de métodos de pagamento online. 

Eles são conhecidos por serem fáceis e sem contato, mas também seguros e protegidos. De repente, com pagamentos digitais disponíveis, sair de casa sem carteira deixou de ser um problema.

Se esses métodos de pagamento começaram como uma tentativa de facilitar as experiências de compra tanto online quanto offline, eles certamente cresceram e se tornaram um serviço essencial que todo varejista online deve oferecer. Novos hábitos e comportamentos de consumo relacionados a dinheiro e métodos de pagamento surgiram há alguns anos, mas a adoção dos pagamentos digitais foi altamente acelerada pela pandemia do coronavírus, políticas de distanciamento social e fechamento de lojas físicas, o que levou ao eventual crescimento das vendas do ecommerce.

Com mais de 1,2 bilhão de contas de dinheiro digital registradas em 96 países atualmente, o dinheiro móvel está atingindo níveis diferentes em todo o mundo. Em dezembro de 2020, mais de 70 bilhões de dólares foram transacionados através desses métodos e pesquisas mostram que esta tendência veio para ficar. 

Conveniência tanto para os clientes quanto para os varejistas

Ao oferecer uma variedade de opções de pagamento totalmente digitais aos clientes, as empresas também são capazes de oferecer diferentes vantagens, tais como políticas de cashback, pagamento instantâneo, recibos e taxas de juros mais baixas.

A etapa de pagamento deve ser vista como uma parte do processo de compra e não apenas como uma consequência dele. É por isso que as experiências de checkout são tão importantes quando se fala de pagamentos digitais: é a parte mais importante do processo de compra online, e o aperfeiçoamento deste fluxo garante uma menor taxa de abandono do carrinho de compras. 

Segundo um estudo publicado em novembro de 2020, alguns dos motivos do abandono de uma compra ocorreram por um processo de checkout muito longo/complicado, pela falta de confiança nas informações do cartão de crédito e pelo fato de não haver métodos de pagamento suficientes disponíveis. Analisando estes dados, realizando testes e verificando resultados, os varejistas online podem começar a aproveitar ao máximo os pagamentos digitais e usá-los para aumentar sua taxa de conversão. 

Quanto mais, melhor?

Os clientes escolhem de onde comprar, dependendo do tipo de soluções de pagamento oferecidas, mas isso não significa que oferecer o maior número possível de opções seja o ideal. O custo total de propriedade quando se trata de métodos de pagamento deve abranger muitas variáveis tais como forte segurança e sistema antifraude, taxas de juros sobre diferentes políticas de pagamento, preferências do cliente e se elas se ajustam às necessidades do seu modelo de negócios.

É por isso que recomendamos que você primeiro conheça seu cliente e entenda onde seu negócio está falhando quando se trata de pagamento. Muitos compradores preferem utilizar métodos de pagamento online por serem fáceis e práticos, tornando o checkout simples. E coisas novas, simples, fáceis e seguras podem se propagar rapidamente. Com isso, as empresas podem aumentar a receita e usar a conveniência como uma ferramenta para preservar e fidelizar os clientes.

Segurança e confiabilidade

Os novos métodos de pagamento digital facilitaram a compra de mercadorias online pelos clientes, mas, por outro lado, é um assunto complicado e sensível quando se trata de confiança. Um receio já tão antigo quanto a internet de que as pessoas devem ter cuidado com o que e onde estão inserindo informações sensíveis, como seus dados de pagamento na Internet, por exemplo.

Essa é uma das razões pelas quais as carteiras digitais são tão importantes e aplicativos como PayPal e Payoneer fazem tanto sucesso. O cliente só precisa inserir suas informações somente uma vez e em um único local, sem ter que se preocupar com a segurança dos dados ao ir de um ecommerce para o outro. Também é incrivelmente seguro, pois funciona em tokenização, um sistema que gera informações virtuais para cada transação em vez de armazenar informações financeiras e pessoais no dispositivo. 

Mas ainda assim, é importante respeitar as ferramentas de segurança online e exibi-las no site, caso seu cliente ainda esteja efetuando o pagamento digitalmente, mas à moda antiga. Selos, cadeados e certificados são imagens que confortam clientes cautelosos ao experimentarem um site seguro para transações digitais.

Regionalização 

Isto requer um profundo entendimento das preferências do mercado local, incluindo moeda e métodos de pagamento, bem como o cumprimento das regulamentações locais, que podem ser complexas para uma pessoa de fora. Felizmente, o que pode te ajudar está na palma da mão. Os provedores de pagamento com o alcance, experiência e escala adequados podem ser um parceiro inestimável para os comerciantes quando entram em novos mercados, e muito provavelmente farão a diferença entre o sucesso e o fracasso na expansão. 

Exemplos de pagamentos digitais

PayPal 

O PayPal já existe há algum tempo e todos sabem do que se trata: foi um dos primeiros serviços de pagamento digital de todos os tempos, introduzido em 1998 e que definiu o futuro dos bancos digitais. Ainda no ano passado, anunciou sua nova política de criptomoedas, que permite aos clientes negociar e mantê-las na plataforma. 

Stripe

A Stripe oferece um software de infraestrutura econômica que aceita pagamentos e gerencia negócios online, grandes ou pequenos. Recentemente um parceiro da VTEX, a Stripe ajuda a permitir empresas globais e locais, aumentando as taxas de conversão com uma variedade de opções de pagamento, destinadas a atender as preferências de todos. Os comerciantes da VTEX agora podem aceitar o Google Pay, juntamente com carteiras-chave, como a Apple Pay e as opções mais tradicionais. Além disso, os métodos de pagamento locais também podem ser facilmente configurados no checkout. A empresa também oferece outros produtos, incluindo sua ferramenta antifraude, Radar, que ajuda a detectar e bloquear fraudes para qualquer tipo de negócio usando machine learning. 

PIX

PIX é um método que permite aos clientes com diferentes contas bancárias transferir dinheiro entre elas sem pagar taxas bancárias adicionais. A transação acontece em tempo real e está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. Através de um QR code gerado, um link de pagamento ou um código numérico, os clientes podem pagar por suas compras em seus aplicativos bancários através do serviço financeiro PIX. 

O futuro dos pagamentos digitais

Todo o potencial do sistema de pagamento digital ainda não foi alcançado. Criar e dominar protocolos de segurança e tornar as compras mais convenientes e seguras para os clientes é uma operação complexa, mas é apenas o começo. Seguem algumas possibilidades que estão prontas para serem exploradas pela revolução do pagamento digital.

Comércio cross-border 

A pandemia ajudou a transpor fronteiras e a conectar países através das relações internacionais. O comércio cross-border é algo que merece atenção. O futuro é global e os pagamentos digitais ajudam nas taxas de câmbio e de transferência de divisas. 

Imagine como seria global comprar um produto no Peru, pagando em dólares americanos, realizar a transação através de um provedor de pagamentos na Europa e recebê-lo na Austrália. Essa é uma forma de ser global. 

Novos tipos de moeda  

Muitos sites e marketplaces já estão aceitando criptomoedas como moeda de troca e métodos de pagamento, provando que as tendências de blockchain vieram para ficar, especialmente com a popularização do Bitcoin. Apps como BitPay e Circle já estão oferecendo integrações a ecommerces e há muitas opções sobre o que comprar com moedas digitais, de fast food a carros. 

O futuro será sem dinheiro físico?

A tendência de não usar dinheiro físico vem ganhando força há algum tempo. Alguns restaurantes na Europa e nos Estados Unidos já não tinham políticas de pagamento sem dinheiro físico mesmo antes da COVID atingir, mas não há dúvida de que esta tendência está apenas começando. Mais seguro, fácil de carregar e sem o incômodo de sacar dinheiro toda vez que você precisa de algo. O processo padrão está lentamente, mas com certeza, se tornando digital.

Continue lendo: artigos relacionados
Tendência

O Varejo já está no Metaverso

Talvez a sua primeira interação com a palavra metaverso tenha sido com alguma notícia sobre o Mark Zuckerberg…

R2U
R2U
Tendência

Metaverso: o futuro do Social Commerce?

Disclaimer: este material foi desenvolvido a partir do conteúdo apresentado pela(s) marca(s) citada(s) durante o VTEX DAY 2022…

Isabella Feitosa
Isabella Feitosa
Tendência

Conheça os principais benefícios do Live Shopping

O Live Shopping (LS) será um dos canais mais promissores para o ecommerce nos próximos anos. Há um…

Lalo Aguilar
Lalo Aguilar
Tendência

Como adaptar o ecommerce às novas restrições do Pix feitas pelo Banco Central do Brasil

Benefícios do Pix para o ecommerce  Desde seu lançamento, em novembro de 2020, o Pix tem facilitado as…

Camila Isibara
Camila Isibara
Tendência

Como conteúdos interativos compráveis estão mudando a cara das compras online

Esta história é bem antiga: as marcas querem ser vistas por seus clientes e público-alvo, independente de estarem…

Gabriela Porto
Gabriela Porto
Tendência

O futuro do varejo chegou

O comércio digital cresce de maneira consistente, ano após ano, em todas as regiões do mundo. Porém, principalmente…

Rafa Forte
Rafa Forte
Tendência

Quais as novidades do “compre agora, pague depois”?

Discutimos anteriormente o que é o fenômeno do “compre agora, pague depois” (também conhecido em inglês como Buy…

Andreea Pop
Andreea Pop
Tendência

É hora de converter mais com conteúdo gerado pelo usuário (UGC)

Coloque-se no lugar dos seus clientes. Você está navegando em uma loja de ecommerce em busca de uma…

Carolina Martin Guitart
Carolina Martin Guitart
Tendência

Social selling na indústria da moda

Comprar e vender sempre foram atividades sociais. Muito antes das redes sociais surgirem, as pessoas já engajavam em…

Larissa Coelho
Larissa Coelho
Veja Mais
Registro feito com sucesso