Como acelerar a transformação digital do varejo para as farmácias

Jade Maravillas
Jade
21 maio 2020

Está previsto que em 2022 o Brasil terá a quinta maior indústria farmacêutica do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, China, Japão e Alemanha. Um estudo da IQVIA mostra que as vendas de medicamentos no país devem continuar altas, com uma taxa anual de entre 5% e 8% no período 2018-2022, bem acima do aumento dos gastos globais com medicamentos. O setor é um dos líderes no e-commerce brasileiro em volume online, com 15%.

Agora, mais do que nunca, os consumidores estão mais conscientes e preocupados com seu bem-estar, vasculhando a Internet em busca de informações e seguindo marcas de saúde e bem-estar nas mídias sociais. O “novo normal” de comprar on-line experimentou uma aceleração na maioria dos setores de e-commerce, incluindo saúde e beleza, com um aumento de 44% nas vendas em março de 2020 em relação a fevereiro (dados da VTEX).

Crises trazem oportunidades

Com as medidas de isolamento em vigor na maioria dos países, há uma enorme oportunidade para as drogarias e farmácias venderem on-line e expandirem suas operações digitais atuais, e para os varejistas introduzirem novas categorias de produtos a fim de suprir essa demanda crescente. Recentemente, o Walmart anunciou que vai adquirir a farmácia on-line Pillpack por pouco menos de US$ 1 bilhão, embora o Walmart já seja o quarto maior varejista de farmácia nos EUA em receita de medicamentos de prescrição (2017).

No Reino Unido, a Amazon planeja lançar um negócio farmacêutico e está contratando um gerente geral para dirigir esta nova divisão dedicada a um mercado avaliado em £ 12 bilhões, que cresce 2% ao ano. Por outro lado, algumas farmácias físicas estão fechando, incluindo a gigante britânica Boots, que fechou 60 lojas em abril de 2020.

Um bom exemplo de e-commerce contribuindo para o crescimento de uma farmácia na América Latina é a Farmacity, uma empresa argentina que possui mais de 300 lojas em todo o país, atendendo a mais de cinco milhões de pessoas por mês. A empresa assumiu um desafio ambicioso: migrar todas as suas operações digitais para uma nova plataforma em três meses e oferecer uma experiência de compra mais personalizada aos seus clientes, sem perdê-los durante a migração. Eles decidiram implementar a plataforma VTEX Commerce Cloud, principalmente por esta ser líder na região e por sua escalabilidade e estabilidade.

“A migração da plataforma não só foi executada perfeitamente, como também conseguimos aumentar nossos números, superando até nossas metas”, diz Mariano Tordó, gerente de e-commerce da Farmacity. No primeiro mês após o go live com a VTEX, as transações da Farmacity aumentaram mais de 35%. As taxas de conversão aumentaram 17%.



Uma indústria altamente regulamentada

Embora possa parecer simples, mover as operações de farmácia para o mundo digital é tudo menos isso. No Brasil, as farmácias precisam ser registradas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A legislação exige que as farmácias tenham uma loja física e disponibilizem um farmacêutico on-line 24 horas por dia que possa responder a perguntas dos clientes sobre dosagem e uso.

Mesmo com as restrições para a venda de medicamentos com receita, há uma oportunidade para as farmácias se ramificarem no comércio digital, concentrando-se em medicamentos de venda livre, suplementos e produtos de saúde e beleza em geral, incluindo produtos para bebês, alimentos e bebidas e, especialmente, papel higiênico e antisséptico para as mãos.



Ferramentas essenciais para a transformação digital

A transformação digital de uma farmácia é um processo de várias etapas e requer um parceiro que possa simplificar o número de integrações de tecnologia necessárias para alcançar esse objetivo em tempo recorde.

Em nosso e-book Guia de Transformação do Comércio Digital para Farmácias, trazemos algumas considerações fundamentais para farmácias que estão passando por um processo de transformação digital, estejam elas trabalhando em seu primeiro projeto para vender on-line ou reavaliando seus processos omnichannel atuais. Também fornecemos exemplos reais de como nossos clientes implementaram estratégias acionáveis que podem ajudar indústrias de varejo complexas e altamente regulamentadas, como a farmacêutica, a lançar operações de comércio unificado em apenas duas semanas.

Veja alguns dos temas abordados no e-book:

  • Como a plataforma de e-commerce certa faz uma ponte entre os canais de vendas on-line e off-line
  • Diferenciação através de assinaturas e serviços de valor agregado
  • Eficiência nas operações comerciais
  • Boas práticas em logística e experiência multicanal do cliente
  • Promoções e merchandising personalizados, alimentados por IA e em conformidade com a regulação
  • Apoio à comunidade através de marketplaces

Inscreva-se agora para baixar o e-book Guia de Transformação do Comércio Digital para Farmácias.