Gestão x faturamento: os desafios do varejo online de moda no Brasil

Felipe Dellacqua
Felipe
24 maio 2019
Gestão x faturamento: os desafios do varejo online de moda no Brasil
Reading Time: 2 min

Da convergência cada vez maior de canais às mudanças na jornada de consumo, o varejo online de moda passa por uma profunda transformação

 

Por Felipe Dellacqua, executivo e sócio da VTEX

 

Até o final de 2019, o setor de e-commerce deve ultrapassar R$ 61 bilhões em vendas no Brasil. Grande parte desse faturamento será conduzido pelo segmento de moda, hoje posicionado entre as três categorias que mais vendem online. Se em algum momento do passado a comercialização de itens de moda na Internet era limitada pela desconfiança dos consumidores, hoje essa realidade é outra.

No Brasil, o cliente online está maduro e disposto a adquirir, sem receios, produtos que ainda exigem uma certa capacidade de abstração. Imaginar se a blusa “cairá bem” ou se o sapato ficará confortável não interferem mais na tomada de decisão final da compra online. No entanto, contar apenas com essa subjetividade não basta para captar, conquistar e fidelizar. É preciso oferecer, acima de tudo, uma operação digital eficiente de moda.

Para esse processo ser assertivo, entender o comportamento do consumidor é crucial. Os clientes estão cada vez mais orientados para o mobile e preferem consumir por esse dispositivo – de acordo com uma pesquisa da WGSN, consultoria de previsão de tendências, para 64% dos varejistas entrevistados o pagamento pelo celular é prioridade para o funcionamento do negócio.

Outra tendência que ganha força é a forma de descoberta de novos produtos e serviços. Os consumidores estão deixando de “ir às compras”, embora nunca deixem de comprar, uma vez que a conectividade é a palavra de ordem e está em todo lugar. A jornada de compra se transforma e se torna mais complexa, já que as possibilidades de interação online e offline se multiplicam.

Para os profissionais do setor, ter um olhar amplo sobre a gestão do e-commerce e do omnichannel é essencial. Também é preciso entender um novo player, o influenciador, que desempenha um papel importante na construção da reputação das marcas, na conquista de tráfego e no aumento da conversão online e offline.

Ter uma operação em e-commerce eficiente e rentável é ainda mais desafiador para empresas que atuam também no varejo físico com lojas espalhadas por todo o País. Para ganhar robustez e notoriedade, o varejista de moda precisa abraçar o omnichannel e entender que o relacionamento com os clientes acontece tanto online quanto offline. E, cada vez mais, acontece online e offline ao mesmo tempo. Compreender a jornada dos clientes e entregar a experiência desejada pelo consumidor, sem stress e com muita conveniência, fará toda a diferença.

 

Nos dias 30 e 31 de maio de 2019, a VTEX realiza o próximo VTEX DAY. Com público de 15 mil pessoas, ele está entre os maiores encontros de negócios digitais do mundo, colocando a cidade de São Paulo e o Brasil como um dos polos de conhecimento digital. Acesse vtexday.vtex.com e confira todos os detalhes sobre o evento.