6 ideias para aumentar suas vendas online no Volta às Aulas

Juan Etcheverry
Juan
8 fev 2019
Reading Time: 3 min

A primeira data promocional do ano traz grandes oportunidades de atração e retenção de clientes, desde que sua loja online esteja preparada para oferecer uma experiência excelente

A temporada de Volta às Aulas é a primeira grande data do calendário do varejo brasileiro e, desta vez, as expectativas são positivas. Uma pesquisa realizada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP) projeta um crescimento de 4,5% para as vendas no período, com um tíquete médio chegando a até R$ 200. Embora o período seja mais propício para a venda de produtos de categorias diretamente relacionadas às atividades escolares, como papelaria, livros e uniformes, é possível estender a oportunidade para outros produtos relevantes para os estudantes, como vestuário e equipamentos eletrônicos. A complexidade da comparação de preços de produtos em grandes listas de compras tem aumentado a relevância do e-commerce no Volta às Aulas. Já em 2016, 36,2% dos consumidores faziam suas compras online, indicando que hoje o número seja ainda maior. Mais importante ainda é a relevância dos canais digitais para pesquisa de produtos, o que abre oportunidades para que varejistas omnichannel utilizem o e-commerce para atrair clientes. Várias táticas podem ser adotadas pelo varejo online para impulsionar as vendas nesta época do ano. Entre elas estão:

Múltiplos meios de pagamento

Compras extensas, que podem chegar a valores elevados, costumam exigir flexibilidade financeira do cliente. Além de formas tradicionais de parcelamento, com ou sem juros, o varejista pode ganhar relevância ao permitir o pagamento em diversas modalidades, como boleto bancário, transferência bancária, cartão de crédito, wallets, pontos de programas fidelidade e até mesmo criptomoedas. A possibilidade de dividir o valor da compra nessas várias modalidades pode ser um incentivo a mais para a compra.

Uma “Black Friday” de início de ano

O Volta às Aulas pode ser uma boa oportunidade para fazer girar o estoque. Portanto, tenha uma estratégia de precificação que estimule a venda de itens de baixo giro e preserve a margem dos itens mais procurados. Esse também é um período promocional e, por isso, é preciso tomar cuidado para evitar margens negativas.

Desenvolvimento de kits

Tudo o que possa diminuir a complexidade da compra de materiais escolares ajuda. Assim, criar kits com produtos temáticos, semelhantes ou complementares pode ajuda a elevar o tíquete médio e diminuir os custos com frete. Conjuntos que incluam, por exemplo, caderno, lapiseira, caneta e borracha evitam que o cliente tenha que selecionar cada item individualmente, fazendo com que ele ganhe tempo. O mesmo vale para livros didáticos.

Incentivos aos professores

Com frequência, nesta época do ano os professores funcionam como um driver de vendas. A criação de uma espécie de programa de afiliados, composto pelos professores das escolas, pode criar um incentivo para que eles indiquem seu site em vez do concorrente.

Contar com uma navegação de alta usabilidade é importante para garantir que o cliente possa encontrar rapidamente aquilo que procura. Recursos como uma busca e seleção de produtos que não exija sair da página do carrinho tornam mais ágil a procura pelos itens desejados.

Simplifique o checkout

A experiência de compras online de Volta às Aulas se assemelha muito a fazer supermercado. Por isso, vale usar recursos que já são aplicados na venda online de grocery, como o Smartcheckout, que permite fechar a compra com um clique sem a necessidade de senha.

O período de Volta às Aulas pode ser uma grande oportunidade de reforçar os vínculos com seus atuais clientes, além de atrair um novo público. Com uma experiência memorável, as vendas geradas nessa época podem se transformar em um relacionamento de longo prazo com o consumidor.