Institucional

Beyond Predictable #2 – Construindo o futuro de produtos na VTEX

VTEX
VTEX February 25, 2021
Beyond Predictable #2 – Construindo o futuro de produtos na VTEX

Inovação e simplicidade na concepção são alguns dos principais elementos que tornam produtos interessantes tanto para o cliente como para as equipes que o desenvolvem. Atingir esses pontos requer objetivos e rotinas que permitam aos pensadores criativos explorar todo o seu potencial de forma produtiva e estimulante, fazendo parte de times dinâmicos que estão focados num objetivo coletivo de excelência.

Como uma empresa de Software as a Service, a construção de produtos que satisfaçam as necessidades dos nossos clientes está no centro das nossas rotinas. Na VTEX, Product Managers, Designers e Engenheiros colaboram diariamente para construir a nossa visão de produto e proporcionar a melhor experiência possível.

No segundo episódio do nosso podcast Beyond Predictable, convidamos Ashley Denisov e Gabriel Carvalho para uma conversa sobre prototipagem, concepção e construção de um futuro com produtos únicos no mercado de Digital Commerce.

Ashley é Senior Product Manager. É graduada em Design & Media Arts pela Universidade da Califórnia, Los Angeles, e trabalhou anteriormente como UX Designer para empresas como Sony e BigCommerce, antes de se juntar ao nosso time;

Gabriel é atualmente Lead Product Designer na VTEX. Possui formação em Design Gráfico  especialização em Design Thinking e Design Contemporâneo. Iniciou sua carreira dentro da VTEX como Product Designer e hoje lidera um time de cerca de 30 Designers, contribuindo para escalar o desenvolvimento de novos produtos e permitindo a criação de soluções simples e inovadoras que atendam às necessidades do nosso mercado global.

Você pode ouvir essa conversa extraordinária abaixo:

*Podcast gravado em inglês

Destacamos aqui os principais pontos dessa conversa: 

  • É possível abrir mão de uma expectativa e realizar seu sonho onde você já está. Entender os objetivos e comunicá-los com clareza aos seus colegas é fundamental para encontrar maneiras de trazer as metas para o presente e promover a mudança ao seu redor, em vez de esperar para fazer isso em outro lugar.
  • As metas são alcançadas mantendo em mente objetivos de curto e longo prazo. Os problemas pontuais e as ações em direção ao nosso futuro declarado requerem um equilíbrio cuidadoso de recursos e atenção. Por isso, é importante manter os objetivos de curto prazo como etapas úteis e diretamente relacionadas ao alcance de metas maiores.
  • O futuro que declaramos surge a partir de uma visão clara dele no presente. Projetos de sucesso começam no futuro, com a perspectiva coletiva do melhor produto a ser desenvolvido. Estabelecer o resultado final da fase de prototipagem ajuda a resolver os desafios encontrados no caminho em busca do padrão declarado.
  • Trabalho compartilhado também é crescimento compartilhado. A expansão de uma área da empresa também faz com que todos os outros times cresçam. Manter uma visão de futuro coerente e uma mentalidade de alto desempenho entre todos garante que estamos caminhando juntos e com sucesso em direção aos nossos desafios.
  • Da mesma forma, crescimento compartilhado também é trabalho compartilhado. Fique atento às necessidades dos seus colegas e aos desafios de outros times e funções. Dessa forma, você mantém o foco das suas ações individuais na mesma direção dos objetivos da equipe toda.

Se preferir, pode ler a transcrição completa desta conversa abaixo. 

Quer saber mais sobre como os VTEXers estão construindo um futuro extraordinário? Fique de olho nos nossos próximos episódios!


[Ashley Denisov] Oi, Gabriel! Tudo bem?

[Gabriel Carvalho] Oi, Ashley. Muito obrigado por essa apresentação incrível! Estou bem, e você?

[Ashley Denisov] Bem também, obrigada! Então, para começar, Gabriel, você poderia se apresentar e nos contar um pouco mais sobre sua experiência? Como você entrou na VTEX? 

[Gabriel Carvalho] Claro! Meu nome é Gabriel e sou Product Designer aqui na VTEX. Quando eu entrei na VTEX, estava esperando ficar aqui por pouco tempo. Eu era designer gráfico e queria ir para a área de Produto, porque eu tinha uma obsessão doida por trabalhar em uma big tech na Europa ou nos Estados Unidos. Meu sonho era trabalhar no Spotify ou na Netflix, algo assim. Então, minha expectativa era criar algo rápido aqui na VTEX, criar um portfólio forte e me candidatar para uma vaga no exterior.

Cinco anos se passaram e eu continuo aqui. O que aconteceu foi que eu fui o terceiro designer que entrou na VTEX. A empresa cresceu bastante e eu tive que trabalhar muito para  manter as atividades de design e ainda contratar e orientar os outros designers. Conforme eu fui fazendo isso, algumas pessoas começaram a me notar e a me convidar para algumas conversas estratégicas sobre o futuro da empresa. Lembro de um dia em que eu estava jantando com o Anderson e o Guilherme – que na época eram engenheiros e hoje estão liderando as áreas de cultura e contratação –  e eles me perguntaram por que eu estava tão obcecado por trabalhar em uma big tech. E eu respondi: “Ah, eu quero trabalhar com um grande time de design em um lugar com uma cultura de produto forte, criando um produto do qual eu me orgulho, que seja elegante e fácil de usar”. Assim que eu terminei de falar isso, eles disseram que era exatamente isso que eles estavam buscando para a VTEX. Eles queriam a minha ajuda para construir um time de design, implementar uma cultura de produto sólida e criar um produto que os nossos clientes iriam amar. Em vez de dizer que “eu trabalho no Spotify”, eu poderia dizer que “criei uma empresa como o Spotify do zero”. Eu poderia fazer isso na minha cidade natal, no meu próprio país. Amei demais aquela ideia.

Naquele momento, eu desisti da ideia de trabalhar para uma empresa estrangeira e, desde então, tenho trabalhado no desenvolvimento desse produto, desse time, dessa cultura. Éramos três designers naquela época, e hoje somos mais de trinta. Estamos melhorando e transformando nosso produto e a vida dos nossos clientes todos os dias, junto com nossos queridos Product Managers! E falando neles, como foi a sua experiência, Ashley?

[Gabriel Carvalho] Pode se apresentar também e nos contar sobre a sua experiência e como você entrou na VTEX?

[Ashley Denisov] Com certeza! Eu sou a Ashley, Product Manager aqui na VTEX. Antes de entrar na VTEX, eu trabalhei como UX Designer na BigCommerce. Naquela época, como hobby, eu também estudei moda e modelagem. Eu desenho e costuro roupas desde que estudava na UCLA, e eu queria criar minha própria empresa e lançar uma pequena linha de vestuário.

Com os insights dos clientes de pequenos e médios negócios em mente e sabendo como eles criaram seus negócios, eu sentia que tinha um modelo para começar a minha própria loja on-line. Continuei trabalhando como freelancer para a BigCommerce enquanto construía a minha loja, o que me ajudou a equilibrar a perspectiva de ser cliente com a de criar um produto SaaS pensado para as minhas próprias necessidades.

Curiosamente, eu não escolhi a BigCommerce para criar minha loja on-line, mas sim a Shopify. Para ser mais específica, isso foi em 2015 e, naquela época, eu percebi que a Shopify oferecia um suporte mais intuitivo para empreendedores individuais iniciantes. Ainda assim, foi outra experiência que ampliou a minha perspectiva em relação ao que estava disponível no mercado para donos de pequenos negócios, como eu.

Eu passava metade do meu tempo atrás de uma mesa modelando e a outra metade nos armazéns de Los Angeles, estabelecendo relações com os fabricantes e criando a minha cadeia de suprimentos. Foi naquele momento que eu comecei a entender diversos desafios únicos, pelo menos na perspectiva da indústria da moda, que poderiam ser oportunidades de crescimento. Por exemplo, a maior parte do meu negócio era vender meus produtos diretamente aos clientes, mas não era fácil gerenciar meu estoque e precificar para potenciais compradores por atacado. As vendas B2C e B2B da minha empresa eram igualmente importantes para a rentabilidade e, no entanto, apenas metade das necessidades de negócio da empresa poderia ser gerenciada desse jeito, a parte intrinsecamente conectada a uma loja on-line. Esse é um dos principais obstáculos entre os donos de pequenos negócios e as soluções SaaS mais robustas de hoje. A maioria dos pequenos negócios que estão começando não consegue pagar soluções SaaS personalizadas que poderiam atender a uma cadeia de suprimentos mais complicada, e ainda assim, praticamente todas as empresas de moda têm alguma intersecção entre B2B e B2C e precisam gerenciar tipos diferentes de estoque de maneira mais complexa.

Essa é uma área na qual a VTEX tem feito um grande avanço para garantir a satisfação dos clientes, criando uma solução multicanal pronta para eventuais necessidades de B2C, B2B, marketplace e lojas físicas.

[Gabriel Carvalho] Fantástico, Ashley! É incrível ter uma Product Manager que já teve sua própria loja on-line trabalhando na nossa plataforma de ecommerce! Isso com certeza facilita muito a criação de um produto, já que você era usuária dele há alguns meses. E agora que você está construindo um produto pensado para lojistas, como você já foi, pode falar mais sobre isso? Como é o processo de construir um produto aqui na VTEX?

[Ashley Denisov] Aqui na VTEX, nossa visão de produto está intrinsecamente vinculada ao futuro que declaramos para a empresa. Acabamos de declarar as metas que queremos alcançar no futuro da VTEX em 2024. Com uma visão clara dessas metas, criamos objetivos para 2021 que estão diretamente relacionados às metas de 2024. Nós transformamos metas distantes em metas possíveis para cada trimestre, assim nos tornamos responsáveis por construir nosso futuro desejado.

Na minha opinião, isso dá duas perspectivas ao nosso produto: os objetivos da empresa tornam-se uma realidade que está sendo alcançada no dia a dia. E quando a gente divide essas grandes metas em partes menores, nós mantemos o nosso progresso extremamente focado no cliente e garantimos que estamos incluindo ajustes e melhorias no nosso escopo, bem como os novos recursos de que os nossos clientes precisam. 

A gente faz questão de repetir isso com frequência e transparência para toda a empresa, em diversos formatos, como o nosso ritual chamado Demo Friday, uma reunião semanal para todos os colaboradores. Compartilhamos atualizações sobre os produtos semanalmente e, mensalmente, apresentamos uma visão geral do nosso progresso com demonstrações ao vivo das atualizações dos produtos.

[Gabriel Carvalho] Na sua visão, como isso nos ajuda a criar uma experiência melhor para nossos clientes?

[Ashley Denisov] Nós temos grandes metas para o futuro da VTEX, mas às vezes é fácil se desviar dos objetivos, quando você se vê em meio a “janelas quebradas”, arrumando bugs e respondendo às questões imediatas dos clientes nesse processo. Tudo isso é importante, mas precisamos ser realistas sobre nossos recursos e o que somos capazes de alcançar em cada trimestre. Por isso, incorporar rituais às nossas metas trimestrais nos ajuda a lembrar o que estamos construindo para 2024 e é ótimo para nos manter no caminho certo em direção ao nosso futuro desejado, de forma realista. Ao mesmo tempo, consideramos todas as melhorias e o feedback dos clientes sobre questões que precisam ser resolvidas agora. Queremos ser a VTEX que nossos clientes precisam hoje e, ao mesmo tempo, desenvolver nossas habilidades além do que é previsível para o futuro.

[Gabriel Carvalho] Você poderia dar alguns exemplos?

[Ashley Denisov] Atualmente, uma das minhas novas tradições favoritas é a de “champagne milestones”. Ela começou quando cada squad de produto estava apresentando seu plano para 2021 ao nosso CEO Geraldo. Quando ele via uma meta muito empolgante, dizia: “Se a gente realizar isso, vou abrir uma garrafa de champanhe!”.

Então achamos que essa seria uma forma divertida de nos referirmos às metas que pareciam desafiadoras antes, mas que agora estão listadas nas nossas declarações e estamos muito empolgados para alcançar. 

[Gabriel Carvalho] Realmente! Não vejo a hora de a pandemia acabar para que a gente possa comemorar abrindo champanhes de verdade nos nossos escritórios! Ou pelo menos comendo um bolo gostoso!

[Ashley Denisov] Sim, mal posso esperar para visitar os escritórios da VTEX no Brasil e conhecer todo mundo pessoalmente! E você, Gabriel? Poderia compartilhar um pouco sobre o processo de design das nossas soluções?

[Gabriel Carvalho] Claro! Como você sabe, nós trabalhamos muito próximos dos Product Managers e Software Engineers para construir os produtos, da mesma forma que em qualquer outra empresa de tecnologia, mas aqui na VTEX os Product Designers têm um papel fundamental em relação à visão do produto. 

O que acontece é que, aqui na VTEX, nós sempre começamos pelo futuro. Temos esse futuro declarado, que você mencionou, que guia cada ação que tomamos. Mas é muito difícil estar alinhado com um futuro que é tão difícil de enxergar. Não dá pra visualizar a VTEX de 2024. Ainda não criamos uma máquina do tempo que nos permita ir para o futuro e ver como ele é. E é aí que entram os designers. Aqui na VTEX, os designers são responsáveis por ajudar a deixar esse futuro mais próximo, e a gente faz isso prototipando a solução. Meses antes de o conteúdo ser divulgado, a gente começa a fazer o esboço e ter ideias de prototipagem pensando em como o nosso futuro deve ser. Esses protótipos são essenciais para o alinhamento dos times. Sem eles, a gente não consegue visualizar onde devemos focar nossos esforços. 

Então, em vez de entender quais são as limitações técnicas dos nossos produtos hoje, ou talvez analisar a capacidade do time de engenharia, fazemos um protótipo da visão muito antes do MVP (mínimo produto viável). Qual é a melhor solução que podemos criar para um problema específico no mundo perfeito? Fazemos o protótipo dela. Depois de o time todo, junto com os stakeholders, estarem alinhados com essa visão, começamos a pensar sobre o MVP, a primeira coisa que vamos lançar e quais são as limitações que temos hoje e que estão bloqueando essa visão.

Sem esse protótipo forte, não existe alinhamento, e não tem engajamento dos times. Por isso ele é tão importante.

[Ashley Denisov] Sem dúvida! Concordo plenamente. Os protótipos dos designers são fundamentais para o alinhamento dos times, e iterá-los rapidamente é nossa melhor ferramenta para receber o feedback dos clientes antes de construir o MVP. Eu queria voltar um pouco ao que estávamos falando antes, que era a sua visão da VTEX e a sua experiência em ajudar a VTEX a criar um time de Product Design do zero. O que você aprendeu durante esse processo?

[Gabriel Carvalho] Eu aprendi muito, e com certeza foi a coisa mais difícil que eu já fiz na VTEX. A primeira coisa que é importante você saber é que você não consegue criar uma equipe sozinho. Você precisa do engajamento do time todo. Nosso processo de contratação tem fases desafiadoras, e nós precisamos de diferentes designers para entrevistar e avaliar cada candidato em cada uma dessas fases. Por sorte, eu tenho um time maravilhoso que trabalha nisso comigo, especialmente o Augusto e o Eduardo, que são Hiring Managers do time de Product Design. 

Outra coisa muito importante que eu aprendi é que o processo de contratação precisa ser rápido. Em 2021, quando se tem uma demanda infinita por pessoas na área de tecnologia, é necessário ser altamente competitivo no salário, mas também no tempo. Você não é a única empresa que o candidato está considerando. Se você demora muito para avaliar um candidato, você pode perdê-lo para uma proposta mais rápida.

Além disso, é preciso encontrar o equilíbrio certo entre designers seniores e outros com menos experiência. Nós já perdemos designers juniores que eram muito talentosos porque não tínhamos designers seniores para orientá-los. É fácil contratar profissionais com pouca experiência, mas também é fácil perdê-los. 

Eu adoro falar sobre contratação e treinamento, e poderia falar sobre isso durante outro episódio inteiro! Mas acho que temos muitos outros tópicos interessantes para compartilhar.

[Ashley Denisov] Muito interessante. Sim, somos privilegiados por estar em uma empresa que cresceu tanto durante a pandemia, mas isso também é válido para os nossos concorrentes, que estão buscando os mesmos talentos que nós. Pensando no nosso futuro, como você vê o futuro de Product Design na VTEX? Como ele se conecta ao futuro que queremos construir?

[Gabriel Carvalho] Não penso nisso com muita frequência, mas eu tenho algumas apostas. Nós provavelmente vamos ser um time distribuído, com designers trabalhando de várias regiões. Vamos ter designers trabalhando do Brasil, provavelmente vamos ter outros trabalhando dos Estados Unidos, de Portugal e de outros países da Europa. Isso é incrível, porque eu vou adorar poder viajar para esses lugares e encontrá-los pessoalmente. 

Vamos ser um time de design muito mais maduro. Provavelmente, teremos nossa própria metodologia, que será construída em torno desse conceito de prototipar o futuro. Vamos poder contar com muitas ferramentas para nos ajudar a escalar, como um bom repositório de pesquisa, um sistema de design de excelência, e muito mais.

Estamos construindo isso agora, e eu espero que, no futuro, esse processo seja referência para outras empresas que estão se tornando globais.

[Ashley Denisov] Seria incrível! Qual conselho você daria para os profissionais que estão trabalhando com design de produto?

[Gabriel Carvalho] Faça prototipagem todos os dias. Sério. Quando você prototipa com frequência, isso desbloqueia diversas soluções inteligentes, rápidas e elegantes na sua cabeça de maneira criativa. Você vai começar a ver modelos em diferentes problemas que podem surgir, para os quais você já vai saber uma solução possível. A partir daí, você vai conseguir criar um bom portfólio, que vai abrir muitas portas para você.

E lembre-se: a internet é muito nova. Estamos começando a descobrir quais são as possibilidades de design para esse tipo de mídia. Continue desenvolvendo protótipos e em breve você vai estar estabelecendo padrões em UX design. 

[Gabriel Carvalho] E em relação à área de Produto, Ashley? Como você vê o futuro de Product Development na VTEX? Como essa área se relaciona ao que queremos construir?

[Ashley Denisov] Ultimamente, eu tenho focado muito nos objetivos do squad de produto do qual você e eu fazemos parte, que incluem o design e a criação de um novo sistema de design, e a implementação disso em todas as partes do nosso produto. Está sendo um grande esforço entre diferentes times e com certeza é um dos “champagne milestones” de 2021. 

O que me deixa mais animada não é só o trabalho incrível de design que você e os engenheiros estão criando, mas as implicações que isso vai ter para outras grandes empresas também: tem a localização e regionalização de todos os componentes que estamos construindo, que vai possibilitar uma expansão mais rápida do nosso produto globalmente. Isso também reforça a visão que você comentou em relação à distribuição dos times globais, que já começou, mas que eu estou muito empolgada para ver aumentando. 

[Gabriel Carvalho] Qual conselho você daria aos profissionais que desejam desenvolver novos produtos?

[Ashley Denisov] Desenvolva relações significativas com todas as pessoas que você puder na empresa: outros squads de produto, seus PMs, designers e engenheiros, o pessoal de vendas e marketing, todo mundo, de verdade. Especialmente no caso do nosso squad de produto, trabalhar de forma multifuncional é fundamental. É extremamente útil estar atento aos problemas e prioridades que estão sendo abordados por outros squads, assim você consegue entender os recursos que todos estão buscando e as sugestões que você pode fazer não só para ajudar o seu time, mas para que todos tenham êxito. 

Continue lendo: artigos relacionados
Institucional

VTEX Lab e UFCG: 3 anos de parceria em prol da educação, ciência e inovação

A VTEX, desde seu primeiro contato, sempre transmitiu sua coragem e desejo por inovação. Isso ficou demonstrado com…

Matheus Gaudêncio
Matheus Gaudêncio
Estrategia

Partner Portal VTEX: Conheça o nosso novo portal de parcerias!

Hoje (08/04/2021) lançamos oficialmente o novo Portal de Parcerias VTEX. Um ambiente para potencializar o coletivo e ajudar…

Fernanda Hirata
Fernanda Hirata
Institucional

Como escolhi a minha carreira na VTEX, ou melhor, como ela me escolheu!

Paulo Soares, Engenheiro de Software, conta como entrou na VTEX e fala um pouco de sua curta, porém…

Paulo Soares
Paulo Soares
Institucional

VTEX Accelerator: impulsionando a colaboração no ecossistema de ecommerce

O ano de 2020 definitivamente transformou os padrões comportamentais e econômicos em todo o mundo. Consumidores que nunca…

Carolina Galeazzi
Carolina Galeazzi
Institucional

O que preciso saber sobre o processo seletivo da VTEX?

Para quem sonha trabalhar com tecnologia e negócios digitais, conhecer o processo seletivo da VTEX pode ajudar durante…

VTEX
VTEX
Institucional

Beyond Predictable #1 – Criando um futuro com novos caminhos extraordinários

Há um certo fascínio pelo futuro. A maioria das pessoas tende a viver suas vidas tentando prevê-lo ou…

VTEX
VTEX
Institucional

Após duas tentativas, me dediquei, estudei e hoje sou VTEX

Eu sempre busquei carreiras que me garantissem um “futuro”, e foi através dessa procura que acabei me encontrando…

Camila Coutinho
Camila Coutinho
Institucional

VTEX CONNECT traz os maiores aprendizados da pandemia e aponta os caminhos do futuro no varejo digital

Mais de 4 horas de muito conteúdo com os principais aprendizados de mais de 20 especialistas de gigantes…

Guilherme Lerner
Guilherme Lerner
Institucional

Como a Tecnologia e o Comércio me fizeram olhar para um futuro além do previsível

Eu sempre acreditei muito no poder do comércio para transformar a vida das pessoas. Meu primeiro contato com…

Ícaro Azevedo
Ícaro Azevedo
Veja Mais
Registro feito com sucesso