Estratégia

Da moda para o mercado: Como a Miniprix se reinventou em apenas uma semana

Andreea Pop
Andreea Pop July 21, 2020
Da moda para o mercado: Como a Miniprix se reinventou em apenas uma semana

Em tempos de coronavírus, a moda deu um passo atrás, e os varejistas do setor foram afetados. A Miniprix, uma varejista de moda romena e o primeiro cliente da VTEX no país, não foi exceção. Depois de assinar com a VTEX em 2017 e registrar uma receita de 10 milhões de euros em 2018, em 2020 chegaram perto de fechar. No entanto, sua própria resiliência e os recursos da VTEX lhes permitiram sobreviver e, inesperadamente, crescer.

Miniprix 101

Miniprix é uma varejista de moda romena que busca adicionar novos padrões à indústria da moda: mais descontração, diversidade e dinamismo. É considerada a marca de preços reduzidos mais popular da Romênia – eles administram lojas em Bucareste desde 1999 e têm orgulho de ser uma empresa familiar e uma das “lendas urbanas” da cidade. Nunca expandiram o negócio para fora da área da capital, apesar de terem tido muitas oportunidades, porque queriam ter total controle sobre suas operações e ideias.

A empresa vende peças de uma variedade de marcas internacionais conhecidas e de marcas locais menos conhecidas, em uma mistura única de produtos de alta qualidade por ótimos preços. Eles administram um site de e-commerce bem-sucedido desde 2009, oferecendo uma experiência de compra baseada em um bom custo-benefício em toda a Romênia, e gerenciando seu próprio centro de logística e fulfillment, que fica a poucos minutos do Aeroporto Internacional de Otopeni.

Necessidade de velocidade

Em meados de março de 2020, prevendo um lockdown nacional devido à Covid-19, a Miniprix fechou temporariamente suas quatro lojas físicas. Isso foi extremamente desafiador, pois as vendas on-line representavam apenas 25% das vendas totais da empresa. Além disso, todo o varejo foi afetado, porque os clientes não estavam particularmente interessados em gastar dinheiro com roupas nesses tempos sem precedentes. Como resultado, a Miniprix chegou muito perto de demitir seus 240 funcionários.

Felizmente, o auxílio do governo lhes deu um pouco de alívio para encontrar alternativas. Eles perceberam dois aspectos muito importantes que poderiam ajudá-los: o medo de fazer compras presencialmente tinha aumentado, e havia uma grande incerteza sobre a disponibilidade on-line de itens de supermercado. Uma oportunidade apareceu, mas exigia ímpeto.

A Miniprix precisava agir rapidamente. Assim, eles decidiram que era hora de transformar um de seus planos em realidade: o Minimarket. Como tinham amplo acesso a fornecedores locais, perceberam que poderiam atender melhor seus clientes e sua comunidade, ao mesmo tempo em que mantinham suas contas em dia. Por ser o barco salva-vidas da Miniprix, o Minimarket foi chamado internamente de Arca (de Noé). Ele foi lançado em uma semana.

“Sempre tivemos muitos planos e ideias para nossas operações on-line, mas acabávamos deixando-os em espera. Desta vez é diferente; estamos comprometidos em focar mais no digital e explorar os recursos da VTEX.”

Anca Bahna, Chief Operations Manager da Miniprix

A arca da Miniprix no tsunami da Covid-19

Foi um lançamento sem dificuldades, no qual a Miniprix aproveitou ao máximo a flexibilidade da Plataforma de Comércio da VTEX. O conhecimento prévio de suas funcionalidades ajudou imensamente – a equipe da VTEX prestou uma assistência mínima, já que implementar o Minimarket foi semelhante a adicionar novos produtos. O seu minimercado passou a oferecer gradualmente produtos de panificação, limpeza, não perecíveis e, posteriormente, alimentos frescos. Estes últimos foram disponibilizados aos residentes de Bucareste em “caixas mistas” quinzenais, fornecidas diretamente por agricultores locais.

Embora o projeto fosse altamente ambicioso e complexo devido à logística, ele funcionou adequadamente devido às funcionalidades da VTEX. A Miniprix precisava segmentar a disponibilidade de entrega, pagamento e catálogo com base no tipo de produto e na localização geográfica do cliente. Por exemplo, os alimentos frescos tinham que ser mostrados apenas aos clientes de Bucareste e arredores, além de serem uma transação habilitada apenas para cartão de crédito e de terem uma opção de entrega específica.

Quando escolheu a VTEX, em 2017, a Miniprix queria usar o SaaS e ter uma plataforma em evolução que fosse continuamente atualizada, escalável e verdadeiramente multi-tenant. Hoje essas características trazem dez vezes mais recompensas, pois a Miniprix conseguiu ser proativa e seguir seus planos sem interrupções, beneficiando-se de uma tecnologia altamente flexível e de uma rápida implementação.

“A Miniprix é atípica. Diferentemente de muitas empresas, eles não esperaram para ver como a situação se desenrolava – eles são super dinâmicos e aceleraram em uma nova direção exatamente quando precisaram, reinventando-se com sucesso mais uma vez.”

Cristi Movilă, Country Manager da VTEX na Romênia

É hora de gerar receita para o futuro

Agora que os lockdowns estão diminuindo continuamente, a Miniprix conseguiu reabrir suas lojas. No entanto, decidiram fechar permanentemente duas delas. O motivo? Foco no digital.

Encorajados pelo sucesso recente e empolgados com as possibilidades oferecidas pela VTEX, a Miniprix tem muitos projetos em mente para o futuro próximo. Eles estão ansiosos para adicionar novas linhas de produtos, experimentar mais com outros recursos, criar um ambiente de marketplace que suporte dropshipping e melhorar seu modelo B2B. Dando seguimento ao seu interesse em varejo sustentável e economia circular, eles esperam oferecer aos clientes a opção de trocar itens entre si. Eles também desejam trazer de volta seu aplicativo de doação de roupas, que antes da Covid-19 permitiu a entrega de mais de 1500 pacotes de seus clientes ao Serviço Social. Além disso, eles estão abrindo uma loja física na Índia, onde já possuem um parceiro operacional.

Durante esses tempos de mudança, a equipe romena da VTEX está sempre à disposição. Eles fornecem conselhos sobre estratégias de crescimento dos negócios e assistência na atual transição da Miniprix para o VTEX IO. Ficaram para trás os dias em que a Miniprix estava sozinha em suas lutas, sobrecarregada com a implementação contínua de novas funcionalidades – desde 2017, a VTEX vem tornando suas vidas muito mais fáceis.

“Nos sentimos relaxados. Ter a VTEX como parceira é uma grande vantagem para nossos projetos. Temos muito trabalho a fazer, mas não há mais estresse – alguém está fazendo o trabalho pesado para nós.”

Anca Bahna, Chief Operations Manager da Miniprix

Independentemente de como o clima comercial se desenvolver, uma coisa é certa: a Miniprix sempre se beneficiará de um rápido time to revenue, cortesia da VTEX. Acesse nosso site para descobrir como você pode obter essas mesmas oportunidades.

Continue lendo: artigos relacionados
Histórias de Clientes

Como a rede de supermercados Tía utilizou o ecommerce para manter as vendas durante o lockdown

Tía, uma empresa equatoriana fundada por dois imigrantes checoslovacos em 1940, cresceu de uma pequena empresa familiar para…

Lalo Aguilar
Lalo Aguilar
Estratégia

Posicione sua marca nos Estados Unidos com a VTEX

Como incrementar resultados com a presença da sua marca no mercado online dos Estados Unidos com a ajuda…

João Teixeira
João Teixeira
Histórias de Clientes

PicPay Store ganha marketplace com tecnologia headless da VTEX

O PicPay investiu na tecnologia pronta e headless da VTEX para, em menos de 5 meses, proporcionar uma…

Elias Moura
Elias Moura
Histórias de Clientes

Mondelēz: Adotando o ecommerce de CPG com uma operação digital B2B2B

Com operações em mais de 80 países e marcas icônicas como Oreo, Milka e Toblerone em seu portfólio…

Andreea Pop
Andreea Pop
Histórias de Clientes

Samsung Electronics acelera go to market na América Latina com a VTEX

A solução VTEX IO foi a escolhida pela gigante sul coreana Samsung Electronics para conciliar toda sua complexa…

Mariana Boese
Mariana Boese
Estratégia

Ampliando os seus canais de venda através do marketplace

No ano de 2020, o ecommerce atingiu o marco histórico de R$ 87 bilhões em vendas no Brasil,…

Luciano Santos
Luciano Santos
Gestão

Os desafios da tributação do ecommerce B2B

Quando as empresas se deparam com os desafios da tributação para comércio digital no Brasil, o primeiro obstáculo…

Elias Moura
Elias Moura
Estratégia

Cross Border: exportação do Brasil para o mundo

O que é Cross Border e como essa prática vem ganhando força? Cross Border trata-se do comércio transfronteiriço,…

João Teixeira
João Teixeira
Histórias de Clientes

Grupo Soma acelera marketplace próprio em parceria com Conecta Lá e VTEX

Um dos grupos de maior relevância no cenário nacional quando o assunto é varejo de moda, o Grupo…

Conecta Lá
Conecta Lá
Veja Mais
Registro feito com sucesso