Institucional

Minha jornada até conquistar uma vaga na VTEX

Carolina Galeazzi
Carolina Galeazzi June 1, 2021
Minha jornada até conquistar uma vaga na VTEX

Engenheira química por formação, semifinalista do TETRIX e participante do Women in Digital: a minha jornada até conquistar uma vaga na VTEX.

Eu tomei a decisão de me graduar em Engenharia Química quando terminei o ensino médio, ainda muito nova. Mas na metade do curso comecei a me questionar se estava na área certa. Optei por continuar na graduação, ainda incerta do que fazer e em busca de uma experiência para entender o mercado. Então, consegui um estágio em uma indústria, onde fiquei durante um ano, e apenas me deu a certeza de que aquele não era o meu caminho.

Em busca de outras áreas e oportunidades, me candidatei para uma vaga de estágio em Marketing, algo completamente diferente da minha formação. Consegui a oportunidade e comecei a aprender sobre a área por conta própria e da empresa. Foi nesta empresa que eu ouvi falar da VTEX pela primeira vez, pois eles eram parceiros.

Pesquisei sobre a empresa e vi que eles estavam com o programa TETRIX aberto – uma iniciativa que tem a missão de inspirar o jovem universitário a desbravar a carreira digital, levando o vencedor para conhecer as melhores operações de digital commerce do mundo. Me inscrevi no programa em 2019, e mesmo acreditando que não teria muitas chances, aceitei o desafio e fui semifinalista, chegando a ir até o Rio de Janeiro concorrer ao prêmio.

Ao final do TETRIX, voltei para a minha vida em Porto Alegre e passei a acompanhar as redes sociais da VTEX. Foi assim que eu conheci o Women in Digital (WiD), o programa da empresa de aceleração de mulheres na carreira de digital commerce, e me inscrevi para participar.

Uma das coisas que eu achei mais legal do programa foi justamente a possibilidade de aprender um pouco de tudo dentro deste universo de digital commerce. Para mim, foi algo que fez muita diferença, porque eu conhecia a área de marketing digital, mas eu não conhecia processos que vêm antes disso, como a parte de logística, pedidos, marketplace, e hoje eu consigo ter uma visão do todo.

Senti o impacto desse aprendizado na minha vida profissional. Eu conhecia os termos, tinha mais facilidade para criar estratégias e percebi que ter esses conhecimentos e saber passá-los a terceiros fez muita diferença, independente de eu ter ou não um diploma nesta área.

O fato de ser um programa feito por mulheres para mulheres também teve uma grande importância para mim. Na engenharia nós temos pouca presença feminina e na área de tecnologia temos menos ainda. O WiD faz com que você se sinta representada. Faz toda a diferença você saber que aquelas mulheres que estão te ensinando já enfrentaram e enfrentam o machismo. Você consegue se enxergar nessas mulheres, fazer networking com elas e percebe que não está sozinha nessa área.

É muito importante que uma empresa como a VTEX tenha esta iniciativa, pois reforça a importância da inserção de mulheres em espaços como a área de tecnologia – que hoje é majoritariamente ocupada por homens – influenciando não só a mudança cultural, mas o crescimento da empresa.

Além de poder participar do TETRIX em 2019 e do Women in Digital em 2020, agora eu também faço parte do time da VTEX como International Business Developer. A VTEX trabalha muito com a autonomia de cada colaborador, somado à confiança que todos têm um no outro dentro da empresa.

Esta cultura de confiança da VTEX me conquistou e hoje eu sou uma das mulheres na área de tecnologia mostrando que podemos mudar este cenário.

Quer se juntar ao time? Acesse: https://careers.vtex.com/

Continue lendo: artigos relacionados
Institucional

Empatia, priorização, integração e divulgação: os 4 propulsores da jornada de documentação da VTEX

Embora muitas empresas de tecnologia já reconheçam hoje a importância de uma boa documentação para o êxito dos…

Beatriz Guerreiro
Beatriz Guerreiro
Institucional

Desafios de crescimento em empresas de engenharia

Introdução Nas últimas décadas, as empresas tecnológicas tem apresentado um crescimento exponencial jamais visto em outros setores. A…

Paulo Monçôres
Paulo Monçôres
Institucional

Minhas primeiras duas semanas de VTEX

Compartilhamento. Companheirismo. Compaixão. Essas são as três palavras que resumem minhas duas primeiras semanas de VTEX. Não é…

Júlia Alvite
Júlia Alvite
Institucional

Beyond Precitable #6 – A communicação transforma possibilidades em realidades

A VTEX é líder mundial em soluções digitais para empresas, uma posição que alcançamos após mais de 20…

VTEX
VTEX
Institucional

Hiring Coders: o programa educacional VTEX com dez mil bolsas de capacitação Full Stack

Você sabia que a VTEX tem um programa que dá bolsas de estudo, chamado Hiring Coders? É um…

Fernanda Hirata
Fernanda Hirata
Institucional

Das aulas de Direito para a Tecnologia

Como o programa Women in Digital ajudou na virada de chave da minha jornada profissional Assim como muitas…

Amanda Lima
Amanda Lima
Institucional

Histórias que transformam – Silvia Fonseca, Summer Internship VTEX 2021.

“Quero inspirar outras mulheres na área da computação” Em 2019, quando foi participar de uma maratona de programação…

VTEX
VTEX
Institucional

Histórias que transformam – Thayanne Landim, Summer Internship VTEX 2021.

Quando você conversa com Thayanne Landim, a primeira coisa que percebe é seu sotaque tranquilo e ritmado, típico…

VTEX
VTEX
Institucional

Histórias que transformam – Renan Magagnin, Summer Internship VTEX 2021.

A entrevista com Renan Magagnin foi marcada para às 17h30, e pontualmente – nem um segundo a mais,…

VTEX
VTEX
Veja Mais
Registro feito com sucesso