Institucional

Após duas tentativas, me dediquei, estudei e hoje sou VTEX

Camila Coutinho
Camila Coutinho January 25, 2021
Após duas tentativas, me dediquei, estudei e hoje sou VTEX

Eu sempre busquei carreiras que me garantissem um “futuro”, e foi através dessa procura que acabei me encontrando profissionalmente.

Me formei em Relações Internacionais e nunca havia pensado em trabalhar com ecommerce ou negócios digitais. Durante minha vida profissional, passei por lugares incríveis; do setor petrolífero ao automotivo, sempre imaginando meu futuro dentro de indústrias mais tradicionais. 

Descobri a VTEX meio por acaso. O networking me possibilitou conhecer o VTEX DAY de 2019 – a última edição presencial antes da pandemia e talvez uma das que mais ganharam destaque na história da empresa, com a participação do ex-presidente dos EUA, Barack Obama –, e foi ali que meus olhos brilharam. 

Ver o quanto uma empresa brasileira estava transformando o mercado de tecnologia me fez querer conhecer mais sobre a companhia. Descobri que a VTEX estava não só acelerando transformações digitais através de seus produtos, mas alavancando todo o ecossistema, fomentando o conhecimento sobre comércio com iniciativas em faculdades, por exemplo, e que já era reconhecida internacionalmente em um setor onde crescimento e oportunidades andavam juntos. Eu logo decidi que queria fazer parte dessa história.

Comecei minha transição de carreira buscando uma oportunidade na área de tecnologia. Me candidatei para vagas não técnicas, para as quais eu possuía experiência e que estavam alinhadas com o meu perfil, cheguei a participar do processo seletivo da VTEX duas vezes, mas em nenhuma delas consegui chegar à fase final. Mesmo com os “nãos”, sabia que estar aqui era um objetivo e por isso não desisti. Eu sabia que cumpria alguns requisitos da vaga e tinha “fit” com a cultura da empresa, porém faltava algo. 

Saber usar algumas ferramentas de rotina, sobre as quais eu nunca tinha ouvido falar, e me adaptar a termos técnicos, programação e desenvolvimento de produtos parecia algo distante. E foi aí, no começo da pandemia, logo após perder meu emprego, que resolvi estudar e aprender mais sobre a área para poder me candidatar pela terceira vez, mas desta vez para uma vaga mais técnica.

Para me especializar um pouco mais, comecei a procurar e fazer cursos que achava no LinkedIn, a maioria com foco em programação, além de ferramentas e recursos. Também apostei nos cursos da Udemy e tive uma experiência de aprendizado bem bacana. Foram quase três meses estudando em casa e ao todo um ano desde a minha primeira tentativa de fazer parte do time da VTEX. E aqui estou, com um pouco mais de dois meses de casa e na vaga técnica para a qual me candidatei, mas que nunca tinha imaginado ocupar. 

Uma das coisas mais legais que descobri na VTEX neste tempo é que as pessoas não guardam as informações para si. Mesmo conectadas apenas virtualmente, muitas vezes nunca tendo se visto pessoalmente, longe dos escritórios, tudo é compartilhado. É um ecossistema onde todos estão dispostos a ensinar, a passar conhecimento.

Outra coisa que aprendi aqui dentro é que cometer erros não é algo inaceitável, como sempre fui ensinada. Na VTEX, nossos erros são tidos como possibilidades de aprendizado.

Olhando para o meu futuro, a carreira que eu quero construir é uma onde eu possa contribuir para que outros profissionais realizem o sonho de trabalhar com tecnologia, onde eu seja um exemplo para aqueles que acham que estão limitados a determinada profissão por não possuírem uma formação mais técnica. 

Quero estimular outras pessoas a entenderem que suas possibilidades de futuro não são guiadas pelas escolhas de carreira que você faz, mas pelo que você realmente deseja construir.

Camila Coutinho, Localization Engineer

Além disso, participar do processo de globalização da VTEX tem sido um desafio muito legal. É gratificante ser parte desse processo de expansão internacional e contribuir para essa nova fase da empresa. 

Saber que eu estaria em um ambiente totalmente inovador, em uma empresa global, com toda certeza contribuiu para a decisão de me dedicar tanto para estar aqui. Mas hoje, o mais bacana de tudo é saber que eu realmente me descobri aqui na VTEX. É isso que eu quero fazer. É aqui que eu quero estar. Talvez, nas primeiras tentativas, realmente não era para ser. Mas hoje me sinto feliz e preparada para encarar todos os desafios que ainda virão. Me candidatei para algumas vagas, mas me encontrei em uma que nunca tinha pensado ocupar. E isso foi surpreendente! É claro que o aprendizado não terminou, continuo fazendo meus cursos, agora mais focados no meu dia a dia no trabalho, buscando otimizar os processos e ajudar o time no que posso.


Para quem está no mesmo momento em que eu estava, de transição de carreira, ou tem vontade de trabalhar com tecnologia de ponta e produtos de alto impacto aqui na VTEX, mas não se sente tão preparado, uma dica é não desistir. Vale entender todos os cargos, as áreas, conhecer a cultura da empresa, acompanhar as redes sociais e os projetos, além de buscar o autoconhecimento. Estar disposto a aprender com toda certeza ajuda a abrir portas. O “não” nunca me deu medo e por isso estou aqui.

Continue lendo: artigos relacionados
Institucional

Beyond Precitable #6 – A communicação transforma possibilidades em realidades

A VTEX é líder mundial em soluções digitais para empresas, uma posição que alcançamos após mais de 20…

VTEX
VTEX
Institucional

Hiring Coders: o programa educacional VTEX com dez mil bolsas de capacitação Full Stack

Você sabia que a VTEX tem um programa que dá bolsas de estudo, chamado Hiring Coders? É um…

Fernanda Hirata
Fernanda Hirata
Institucional

Das aulas de Direito para a Tecnologia

Como o programa Women in Digital ajudou na virada de chave da minha jornada profissional Assim como muitas…

Amanda Lima
Amanda Lima
Institucional

Histórias que transformam – Silvia Fonseca, Summer Internship VTEX 2021.

“Quero inspirar outras mulheres na área da computação” Em 2019, quando foi participar de uma maratona de programação…

VTEX
VTEX
Institucional

Histórias que transformam – Thayanne Landim, Summer Internship VTEX 2021.

Quando você conversa com Thayanne Landim, a primeira coisa que percebe é seu sotaque tranquilo e ritmado, típico…

VTEX
VTEX
Institucional

Histórias que transformam – Renan Magagnin, Summer Internship VTEX 2021.

A entrevista com Renan Magagnin foi marcada para às 17h30, e pontualmente – nem um segundo a mais,…

VTEX
VTEX
Institucional

Um pólo tecnológico VTEX em terras lusitanas

Estamos anunciando a primeira operação de P&D fora do Brasil. Sediado em Lisboa, será o 4º escritório da…

Bruno Dias
Bruno Dias
Institucional

VTEX Lab e UFCG: 3 anos de parceria em prol da educação, ciência e inovação

A VTEX, desde seu primeiro contato, sempre transmitiu sua coragem e desejo por inovação. Isso ficou demonstrado com…

Matheus Gaudêncio
Matheus Gaudêncio
Institucional

Como escolhi a minha carreira na VTEX, ou melhor, como ela me escolheu!

Paulo Soares, Engenheiro de Software, conta como entrou na VTEX e fala um pouco de sua curta, porém…

Paulo Soares
Paulo Soares
Veja Mais
Registro feito com sucesso