Blog VTEX - Inovações e tendências para o e-commerce em 2017

Inovações e tendências para o e-commerce em 2017

Rafael Campos
Rafael
20 dez 2016
Reading Time: 4 min

2016 vem se mostrando um grande ano para o e-commerce. De acordo com o portal de estatísticas Statista, até a metade de agosto de 2016, a receita gerada pelo comércio eletrônico estava por volta de 1,182,575.0 dólares em todo o mundo. A previsão é de que a receita cresça por volta de 10,72% de acordo com a métrica CAGR (taxa composta de crescimento anual) até o ano de 2020.

Com esse crescimento, surge também a necessidade de acompanhar as inovações e tendências para o e-commerce, com o intuito de se antecipar e se preparar para as novidades que estão por vir. Separamos 5 tendências que estarão em alta em 2017 para te ajudar no planejamento do próximo ano. Confira!

1 – A expansão dos dispositivos móveis

A usabilidade dos dispositivos móveis fez com que a interação e a confiança nesses tipos de plataformas crescessem. Porém, o maior índice de conclusão de compras ainda acontece na área de trabalho.

No entanto, uma das tendências para o e-commerce será o aumento de consumo e conclusão de compras via dispositivos móveis, como smartphones e tablets, criando a necessidade de maior investimento nessa área.

Pesquisas apontam que o consumidor médio utiliza smartphones de 150 a 200 vezes por dia, e apenas 14% das empresas estão lucrando com o uso de dispositivos móveis como forma de engajamento.

Além disso, a previsão é que, em 2017, a interação via dispositivos móveis seja um dos maiores contribuintes para o tráfego, tornando a comunicação entre e-commerce e cliente mais fácil e rápida.

2 – Monitoramento em tempo real

O monitoramento e análise dos KPI’s são grandes aliados para entender o comportamento do cliente e realizar melhorias em um e-commerce. Já pensou se essa ação pudesse ser feita em tempo real?

Uma das tendências para o e-commerce em 2017 é a implementação de softwares que possibilitam a análise do comportamento do cliente em uma página enquanto ele acessa o e-commerce.

Esse tipo de análise oferece uma visão mais profunda e de longo alcance, criando um perfil do cliente baseado em seu comportamento, diagnosticando cada ponto possível da conversão online.

Empresas que já aderiram a esse estilo de monitoramento possuem uma média de 60% de aumento na margem de negócios e melhoria considerável na produtividade. A adoção dessa tendência no e-commerce será fundamental para elevar o nível de experiência para o cliente e também no aumento das vendas.

3 – A era do cliente omnichannel

De acordo com o Google, 85% dos consumidores iniciam a compra por um canal e a concluem por outro. O omnichannel é uma das tendências para e-commerce em 2017 que visa oferecer ao usuário uma forma de interação por diversos canais disponíveis, como dispositivos móveis, mídias on-line e off-line, mídias sociais, entre outros.

O consumidor atual é mais experiente e busca informações em diversos canais de comunicação, o que cria a necessidade de uma abordagem omnichannel, que visa acompanhar o cliente por todas as plataformas, de forma integrada, sejam elas digitais ou tradicionais.

Estudos feitos pelo IDC Retail Insights apontam que esses consumidores omnichannel gastam de 15% a 30% a mais do que outros compradores, comprovando a necessidade de priorizar a experiência do cliente durante a trajetória de compra.

4 – Entregas cada vez mais rápidas

Todo mundo já experimentou a ansiedade de esperar um produto comprado on-line chegar em casa. Contudo, essa espera pode ser determinante para a finalização de uma compra.

As entregas realizadas no mesmo dia ou em um prazo menor que uma semana será uma das tendências para o e-commerce em 2017. Grandes comércios, como a Amazon, já possuem programas que visam a entrega rápida de produtos, entre outras ofertas.

Um relatório do site Forrester apontou que 29% dos consumidores estariam dispostos a pagar mais por uma entrega feita no mesmo dia, mostrando a demanda crescente desses usuários. Essa tendência no e-commerce pode oferecer vantagem competitiva e atrair maior número de clientes.

5 – Foco na experiência do cliente

Não é novidade que o cliente é o foco de quem quer empreender no comércio eletrônico. Porém, as tendências para e-commerce em 2017 trazem novas formas de utilizar métodos já conhecidos, além de ferramentas que podem otimizar a experiência do consumidor.

As mudanças na interface, principalmente as relacionadas a adaptações para dispositivos móveis, são um dos focos de atenção. O consumidor quer processos de compra e usabilidade simples, objetivos e intuitivos, como poder ampliar, arrastar e soltar o produto para diferentes ações, e também a realização do pagamento de forma simples e rápida.

O marketing de conteúdo também segue como uma tendência para o e-commerce em 2017, utilizando ferramentas como o storytelling, para estabelecer relação emocional com o consumidor, levando-o a conversão.

O marketing de conteúdo mostra para o cliente as vantagens que um produto pode oferecer e de que forma o item vai ajudá-lo, sem a pressão de um anúncio, mas reforçando o compromisso de um e-commerce com as necessidades do consumidor.

Outra das inovações esperadas como tendência para o e-commerce em 2017 são os assistentes digitais. Eles funcionarão como vendedores que estarão disponíveis on-line para responder perguntas e ajudar em todos os processos de compra, incluindo checkouts, preenchimento automático dos dados do cliente e até fornecer as informações do cartão de crédito para facilitar a compra.

O site de consultoria Gartner prevê que os assistentes digitais móveis ajudarão a concluir mais de 2 bilhões de compras on-line, devido às facilidades oferecidas por esse tipo de ferramenta.

Outro foco de melhoria da experiência do cliente serão as trocas e devoluções de produto. A necessidade de se procurar por um sistema que processa um retorno automatizado, como o da Amazon Prime, se mostra uma das tendências para o e-commerce em 2017.

De acordo com um estudo feito pela Forrester, 81% dos clientes querem uma forma mais fácil de retornar suas compras feitas on-line. Outro estudo, feito pela comScore, diz que 68% dos consumidores on-line desejam o transporte de retorno do produto de cortesia um processo simplificado de devolução para se sentirem mais confiantes na conclusão de uma compra. Atualmente, existem softwares que oferecem esse sistema de retorno automatizado e mais simples.

Em um resumo geral sobre as tendências para o e-commerce em 2017, o foco estará em tornar a experiência do consumidor mais otimizada e de fácil manuseio, levando maior confiança na conclusão das compras e fidelizando o cliente pela a qualidade oferecida.