Por que utilizar o dropshipping no e-commerce de casa & decoração?

Avatar
VTEX
23 dez 2019
Dropshipping

A estratégia de trabalhar com o estoque do fornecedor (dropshipping) oferece grandes vantagens, mas exige alguns cuidados importantes

 

Uma das principais vantagens do e-commerce é também uma fonte de dificuldades de gestão. A possibilidade de oferecer um amplo sortimento de produtos é o que transformou a Amazon na “loja de tudo”, com milhões de SKUs à disposição dos clientes. No varejo tradicional, ter um mix tão amplo traria alguns problemas sérios:

aumento da cobertura de estoque, ou o tempo que demoraria para que o estoque disponível se esgotasse. Quanto maior esse tempo, mais recursos financeiros precisam ser imobilizados, o que impacta o fluxo de caixa da empresa;

aumento dos custos de estocagem, uma vez que, quanto maior o número de produtos estocados, maior a necessidade de depósitos para armazenamento dos produtos e maior a complexidade logística;

– aumento do espaço de loja necessário para oferecer aos clientes todo o mix de produtos.

Nesse caso, o custo do estoque se transforma em um dos grandes vilões do lucro do varejo. Já no mundo online, em que tudo é feito a partir da plataforma de e-commerce, a capacidade de exposição de produtos é praticamente ilimitada e, por isso, é normal que a estratégia de crescimento envolva o aumento do sortimento da loja. Afinal, quanto maior o estoque, maior a possibilidade de oferecer o que o cliente quer e de, por meio de investimentos em mídia, gerar tráfego para produtos de cauda longa. Tudo isso se traduz em vendas maiores, mas em custos mais elevados de armazenagem.

Para manter a vantagem de oferecer um grande sortimento e eliminar a desvantagem do estoque, muitos varejistas online (e até mesmo alguns do mundo físico) utilizam a técnica do dropshipping. Por meio desse sistema, a loja virtual passa a atuar sem estoque próprio, utilizando o estoque dos fornecedores e atuando como um intermediário na transação. A logística passa a ser feita diretamente pela indústria.

 

O dropshipping em casa & decoração

Esse modelo é particularmente importante em segmentos como eletroeletrônicos e casa & decoração, que têm algumas características particulares:

produtos de alto valor: o volume de estoque passa a ter um impacto grande sobre o fluxo de caixa da empresa;

baixo giro do estoque: isso faz com que a cobertura de estoque fique mais elevada que em outras categorias de produtos;

dificuldade de substituição em caso de ruptura: em algumas categorias, como móveis, o consumidor pode desistir da compra se não encontrar exatamente o produto que deseja. Isso é mais comum em itens com um processo complexo de compra.

 

Ao adotar o dropshipping, o lojista não precisa investir na compra de estoque e no armazenamento da mercadoria. Com isso, também reduz seu risco operacional, já que só comprará o produto quando a venda for efetuada. Isso elimina a questão das perdas, quebras e do estoque virtual (em que o produto consta no sistema, mas não existe fisicamente). Outra vantagem é reduzir a complexidade da operação, já que não será necessário armazenar, embalar e enviar esses produtos. Especialmente em categorias com baixo giro, pode não valer a pena ter a expertise necessária para lidar com esses produtos.

Por outro lado, é preciso estar atento a alguns pontos:

a margem da operação pode ser menor, porque no dropshipping as compras são feitas uma a uma, conforme o consumidor final adquire o produto. Pode ser preciso mudar a precificação dos produtos e, mesmo assim, em alguns casos a equação pode nem fechar.

é preciso ter comunicação em tempo real com o fornecedor, para não correr o risco de vender um item que não está mais em estoque. A melhor forma de fazer isso é integrando os sistemas do e-commerce e dos fornecedores, mas nem sempre a indústria (especialmente no caso das PMEs) tem capacidade de investimento.

a comunicação com o cliente precisa ser muito clara, para não gerar reclamações ou expectativas irreais. Uma venda de produtos de dois fornecedores via dropshipping (ou de um produto no estoque próprio e outro no estoque do fornecedor) gerará duas entregas diferentes, e nem sempre é isso que o consumidor espera.

aumento dos custos de frete: em um caso como este, cada pedido terá um frete diferente, o que pode aumentar o preço de envio a níveis impeditivos. A consequência será a perda da venda.

aumento do risco de falhas, uma vez que os fornecedores podem não ter o mesmo nível de eficiência operacional que o seu e-commerce.

 

Por todos esses fatores, o dropshipping pode ser uma alternativa estratégica importante para aumentar seu sortimento sem ampliar a cobertura de estoque, mas traz novos desafios para a gestão do negócio. Especialmente no setor de casa & decoração, é importante avaliar os prós e contras desse tipo de operação.