Blog VTEX - Entenda o que é dropshipping e saiba a sua importância

Entenda o que é dropshipping e saiba a sua importância

Rafael Campos
Rafael
28 mar 2017
Reading Time: 4 min

Como já abordamos em outros posts, um dos grandes problemas das lojas virtuais é começar a crescer de forma recorrente já que todas as estratégias demandam investimento. Portanto, para uma loja virtual ter lucro, é fundamental diminuir custos e otimizar a operação. O dropshipping pode ser uma excelente opção na sua estratégia.

No post de hoje, vamos falar sobre esse conceito e explicar a sua importância para os negócios.

O que é dropshipping?

O modo tradicional de uma loja virtual parte do princípio de manter um estoque próprio e enviar os itens após a confirmação da compra. Porém, isso pode gerar um alto custo relacionados a compra da mercadoria e a estocagem.

Nesse sentido, o dropshipping é uma boa estratégia para minimizar esses custos. Nessa forma de trabalho, assim como no cross docking, o fornecedor é responsável por armazenar os itens e, quando um pedido é realizado, o lojista paga ao fornecedor que por sua vez é responsável por todo o processo de embalagem e envio ao cliente.

Vamos explicar por passos:

  1. Seu cliente entra na sua loja virtual e faz uma compra;
  2. O pagamento da compra é confirmado e o pedido fica livre para ser enviado;
  3. O vendedor aciona seu fornecedor e passa o pedido de compra para ele, com todos os dados de entrega do cliente;
  4. O fornecedor faz o processo de coleta e embalagem;
  5. O fornecedor envia diretamente o pedido ao cliente.

Quais são os benefícios em utilizar o dropshipping?

Esse modelo de estratégia logística apresenta diversas vantagens. Algumas delas são:

1. Menor custo: o lojista não precisa investir na compra de estoque e no armazenamento da mercadoria;

2. Menor risco operacional: só é necessário comprar a mercadoria quando se tem certeza que a venda é feita;

3. Facilidade operacional: transferindo para o fornecedor todo processo de armazenamento, coleta, embalagem e envio, não é necessário desenvolver essas características internamente;

4. Aumento de mix de produtos: não depender de investimento em estoque possibilidade agregar novos produtos; Mas se todos os benefícios são grandes, porque ainda vemos poucos adeptos dessa metodologia? Vamos conferir a seguir os pontos que você deve ter em mente se deseja trabalhar com esse modelo.

Quais são os riscos em utilizar o dropshipping?

Podemos citar como pontos de atenção:

1. Menor margem: provavelmente você consegue negociar um preço menor em uma mercadoria quando o seu pedido de compras é grande. No dropshipping, assim como no cross docking, você irá comprar o produto sempre que o pedido for realizado, isso pode diminuir seu poder de barganha;

2. Falta de sincronização de catálogo: se o estoque estará com o fornecedor, é fundamental saber a disponibilidade de cada um dos itens. Se um produto for vendido, a sua loja deve ser informada para não haver quebras;

3. Fornecedores com baixo nível de tecnologia: uma das formas de manter o catálogo e o estoque atualizar, é integrando os sistemas. Em geral, fornecedores de pequeno porte não possuem tecnologia para isso;

4. Comunicação confusa com o cliente: negligenciar o impacto desse estratégia no cliente, pode ser um grande erro. Se ele comprou 2 itens, um de cada fornecedor, ele receberá dois pedidos. Essa comunicação deve ser clara e objetiva;

5. Custo de envio alto: como falamos acima, é possível que um pedido contemple mais de 1 fornecedor. Se assim for, o custo de envio será multiplicado pela quantidade de fornecedores e isso pode gerar desistência de compras por parte do cliente;

6. Diminuição de controle e qualidade: o fornecedor pode não estar apto as melhores práticas operacionais para trabalhar a logística para e-commerce. Isso pode gerar atrasos e erros;

Como montar uma operação de dropshipping?

Como vimos, existem pontos positivos e também negativos do dropshipping. Portanto, para montar sua estratégia, você deve sempre seguir as dicas abaixo:

1. Implemente cobertura de estoque: o risco de vender um item indisponível por uma falha de comunicação é grande, na mesma proporção da quantidade de fornecedores. Portanto, opte por disponibilizar itens que você tem segurança que o fornecedor terá disponível. Por exemplo, só vende o item se ele tiver mais de 10 unidades, sendo que se ele tiver 12, você irá disponibilizar apenas 2 unidades;

2. Avalie tecnologicamente seu fornecedor: o controle manual pode ser viável até um determinado volume de vendas, a partir daí, você precisará integrar os sistemas. Se o seu fornecedor não possui tecnologia para isso, você terá que trocá-lo no futuro e o custo da troca pode ser alto;

3. Trabalhe com fornecedores próximos: se você tiver um problema (e provavelmente terá) você precisará resolver rapidamente. Se o fornecedor é grande e você tem pouca representatividade para ele, provavelmente ficará difícil a comunicação;

4. Conheça a operação do fornecedor: todo o processo é de responsabilidade do fornecedor, mas se ele falhar, o seu SAC será penalizado com centenas de ligações. Tenha certeza que ele tem condições (processos e tecnologia) para prestar um bom serviço;

Omnichannel e o dropshipping, a combinação perfeita

São 16h de uma terça feira, todos já almoçaram no shopping Vila Olimpia e sua loja está com 2 vendedores, um caixa e um estoquista sem nenhum cliente para atender. Enquanto isso a sua loja virtual realizou dois pedidos para entregar na região da Zona Sul de São Paulo.

Bingo! Aí está um dos grandes benefícios do dropshipping: utilizá-la dentro da sua própria empresa.

Empresas de moda por exemplo as grandes beneficiadas pelo dropshipping pois já possuem lojas espalhadas pelo Brasil e, além de utilizá-las para embalar e enviar para o cliente, que em partes já é feito no dia-a-dia, não será necessário investir em um grande estoque exclusivo para o e-commerce.

Um outro benefício da implementação dessa estratégia na sua empresa está na possibilidade de implementar envios mais rápidos como Entrega Rápida por Motoboy que pode enviar em algumas horas para uma região próximas da loja.

Por último também é possível implementar a retirada em loja, uma das principais estratégias para aumentar vendas e criar a experiência completa entre o mundo online e offline.

E então, o que você achou do dropshipping? Acha que é uma boa forma de comércio? Então, compartilhe este post em suas redes sociais e mostre essa possibilidade aos seus amigos!