Quando a vulnerabilidade se faz potência

Há 6 meses estava escolhendo trocar completamente o rumo da minha carreira,  embarcando na jornada do ecommerce ao entrar no programa do DCS na VTEX. Eu estava  próximo de me formar em engenharia, tinha acabado de ser efetivado na área de logística  dentro da L’Oreal e minha companheira estava grávida de 5 meses. As mudanças foram tantas que às vezes tenho dificuldade em reconhecer as versões de mim que existiram até chegar aqui. A formatura na faculdade, por exemplo, que durante anos foi um grande sonho meu,  foi apenas uma formalidade quando aconteceu, na minha casa, pelo notebook, entre uma reunião e outra e com a minha filha no colo.  

A intensidade das mudanças que aconteceram nesses últimos meses, impulsionadas pela  pandemia, mexeram e mexem muito comigo. Acredito que a ansiedade está relacionada a  preocupar-se demais com o desconhecido, e estar mergulhado na incerteza me obrigou a  trabalhar essa questão diariamente. Ao mesmo tempo que foi, e é, desafiador viver  totalmente descolado da zona de conforto, tem sido um período de extremo aprendizado,  pois, me vendo obrigado a lidar com a impermanência de forma tão intensa, se tornou  impossível ignorar sua existência. A compreensão de que a impermanência não é uma variável  e sim uma constante, presente em todos os âmbitos da nossa vida, se tornou inevitável. 

Me reconhecer no meio da impermanência expôs visceralmente minha vulnerabilidade, me obrigando diversas vezes a abandonar certezas que até então utilizava de armadura. Essa condição de vulnerabilidade, apesar de delicada, tem se mostrado ao mesmo tempo  extremamente potente, sendo uma grande aliada do meu processo de aprendizado. Ao me reconhecer vulnerável perante as mudanças da vida, me encontro constantemente em uma posição de principiante, longe das certezas e muito próximo as dúvidas, tendo o privilégio de poder errar em prol do aprendizado e de me manter genuinamente curioso. 

Abraçar o conflito egóico da vulnerabilidade, mesmo compreendendo seus benefícios, é  extremamente delicado, e estar em um ambiente que entenda a vulnerabilidade como uma  forma de crescimento e traga a segurança necessária para se permitir viver isso, se mostrou  essencial para viver a potência desse processo. 

Durante o programa do DCS, vivemos períodos de rotações nas posições que ocupamos e, logo  na primeira rotação, saí por 20 dias de licença paternidade quando minha filha nasceu e, duas  semanas depois que voltei, estava mudando para uma área muito mais técnica do que a que  eu estava antes (lembrando que até a VTEX eu não sabia nada do mercado de tecnologia). Viver esses recomeços, junto com minha filha recém-nascida, no home office, no meio de uma  pandemia sem poder receber nenhum tipo de visita, foi o momento em que mais me senti  vulnerável até hoje e poderia facilmente ter sido o momento mais aterrorizante também.  Porém, apesar da dificuldade, tem se mostrado extremamente recompensador. 

Assim que voltei de licença, todo o time que trabalhava, tanto a equipe de Customer  Excellence da nossa primeira rotação, quanto a turma e mentores do DCS, me acolheram,  ouviram, incentivaram e me trouxeram a segurança necessária para viver essa vulnerabilidade,  transformando a ansiedade em vontade. Aí eu pude compreender a potência dos valores da  VTEX, onde a ousadia de aceitar sua vulnerabilidade, em uma comunidade que se constrói e se  fortalece em conjunto, sob o pilar da confiança, é capaz de transformar qualquer que seja a  adversidade em uma nova oportunidade. #BeBold #BuildForCommunity #TrustToBeTrusted

Continue lendo: artigos relacionados
Institucional

VTEX é nomeada visionária no 2021 Gartner® Magic Quadrant™ for Digital Commerce

Estamos muito felizes em anunciar que a VTEX, a plataforma de comércio digital para grandes empresas, foi nomeada…

Robert Poratti
Robert Poratti
Gestão

Como ser proativo ajudou minha carreira na engenharia a decolar

Fala-se muito que a proatividade é uma característica essencial para uma carreira de sucesso no mundo empresarial. Embora…

Kevin Chevallier
Kevin Chevallier
Institucional

IPO da VTEX: uma carta dos nossos fundadores

A VTEX é agora uma empresa listada na NYSE. Mas o que isso significa? Nosso IPO é um…

Mariano & Geraldo
Mariano & Geraldo
Culture

Como a VTEX me ajudou a superar novos desafios, evoluir profissionalmente e ficar mais perto do mar

A Product Manager Alice Sabino conta como trabalhar no escritório de João Pessoa da VTEX, na Paraíba, permitiu…

Alice Sabino
Alice Sabino
Institucional

VTEX Accelerator: impulsionando a colaboração no ecossistema de ecommerce

O ano de 2020 definitivamente transformou os padrões comportamentais e econômicos em todo o mundo. Consumidores que nunca…

Carolina Galeazzi
Carolina Galeazzi
Veja Mais
Registro feito com sucesso