Estratégia

Como escolher a plataforma ideal de ecommerce para um supermercado online?

Gabriela Porto
Gabriela Porto July 9, 2021
Como escolher a plataforma ideal de ecommerce para um supermercado online?

Desde o início da COVID-19, em março de 2020, os varejistas de produtos de supermercado tiveram o grande desafio de garantir que esses itens tão importantes chegassem às casas dos clientes, afinal, a segurança vem em primeiro lugar e ir às lojas físicas não era mais uma opção viável para muitas pessoas. Neste sentido, o tamanho não importa: de grandes redes de lojas a mercados locais de menor porte, os comerciantes se depararam com o desafio de entregar produtos de primeira necessidade aos clientes em toda parte, muito além da loja física.

Qual o melhor jeito de fazer isso? Ingressar no ambiente online. 

A mudança digital dos supermercados

Houve um aumento significativo das porcentagens de compras online e alguns supermercados ao redor do mundo registraram um crescimento superior a 100% em relação ao ano anterior. Novos hábitos alimentares e de compra de produtos alimentícios devido a dificuldades financeiras e preocupações com a saúde mudaram a relação entre a loja e o cliente, especialmente no cenário digital. Em 2020, 52% dos consumidores disseram ter comprado produtos de supermercado online e 62,5% pretendem fazê-lo, em comparação com 36,8% e 39,5%, respectivamente, no ano anterior.

Com a interação dos consumidores com as empresas sendo 60% online e 40% offline, tornou-se fundamental estabelecer uma presença online focada no crescimento e nas vendas. A transição do offline para o online, ou a transformação da arquitetura, software e/ou estrutura online, são melhorias importantes que as marcas têm investido ao longo da última década, pois esta mudança tem afetado diferentes níveis econômicos e mercados. 

Mesmo que as bases do ecommerce sejam, em sua maioria, as mesmas, os desafios específicos e as particularidades do setor de varejo de supermercado devem ser um guia para identificar a melhor plataforma de ecommerce para o seu negócio. 

Desafios da implementação de um ecommerce de supermercado

Quando se trata de compras de produtos alimentícios, existem exigências específicas atreladas a eles: refrigeração dos produtos, conservação de frutas e vegetais frescos, venda por peso… A lista continua: produtos perecíveis, processos de picking e embalagem de acordo com as preferências do cliente. Oferecer uma experiência completa e adequada offline pode ser fácil, mas falando em compras online, há ainda outros aspectos a serem considerados, tais como a necessidade de escolher os itens corretos, substituir produtos para evitar a falta de estoque e garantir que a entrega ocorra dentro do prazo.  Além disso, os comerciantes de produtos de supermercado devem oferecer uma experiência online o mais parecida possível com a física para garantir vantagem competitiva, uma vez que o consumidor final está cada vez mais exigente. 

Resumindo, uma operação de supermercado online tem vários outros desafios, e a escolha e priorização das funcionalidades que você precisará em um negócio de supermercado online é essencial.

O que se deve levar em consideração quando se inicia uma operação em uma plataforma de ecommerce?

Primeiro, é importante assegurar que a transição estabelecida entre a marca no ambiente físico para o digital garanta uma experiência de usuário perfeita, especialmente para aqueles que chegam diretamente ao site e que normalmente preferem a experiência de compras em lojas físicas. 

Para conseguir isso e continuar agradando os clientes, as funcionalidades essenciais devem ter um site ou aplicativo de alta qualidade, logística, gerenciamento de estoque e conveniência confiável em múltiplos canais, entre outros. Estas são as mais importantes para os supermercados online, pois garantem que todas as partes fundamentais da operação funcionem. A combinação de funcionalidades diferentes daquelas acima mencionadas pode melhorar outras partes da operação online, tornando a experiência de compras online mais agradável e o mais próxima possível do “real”. 

  • Site ou aplicativo de alta qualidade. Ninguém entraria em uma loja que estivesse suja e desorganizada para fazer compras, certo? Um design atraente, imagens de boa qualidade, textos claros e gramaticalmente corretos são um começo quando se trata de navegação online. Uma alta velocidade de carregamento da página, uma navegação intuitiva e buscas e sugestões algorítmicas inteligentes proporcionam uma boa experiência online.  
  • Soluções logísticas e gerenciamento de estoque. Encontre a melhor solução de ecommerce para o gerenciamento de armazenamento e fulfillment dos pedidos através de um sistema inteligente capaz de entender as necessidades específicas do ecommerce de supermercado, conforme já mencionado. 
  • Conveniência. A conveniência é fundamental, especialmente online. Sem filas de espera para o caixa, sem andar pelos corredores para encontrar o produto certo e a possibilidade de comprar no conforto do lar são apenas três das muitas vantagens que o supermercado online oferece a seus clientes. Oferecer um serviço o mais conveniente possível é o cenário ideal.  
  • Não complique demais as coisas. Deixe seu cliente fazer compras de qualquer lugar e da forma que ele quiser, seja com uma abordagem omnichannel ou um marketplace. Tornar a experiência de varejo fácil para ambas as partes, cliente e empresa, é o caminho para o sucesso. Ampliar as opções de entrega, oferecer serviços personalizados, tentar imitar a experiência na loja. Perfeito e fácil.

Ecommerce para produtos de supermercado: um aprofundamento

Nós abordamos os aspectos essenciais, mas, ao se tratar deste tema, as características das plataformas de ecommerce são infinitas. É preciso pensar e planejar profundamente para compreender o que é necessário e o que funciona para cada negócio, suas etapas e o seu cliente final. O que as empresas devem observar ao analisar se uma plataforma de ecommerce é a mais adequada para uma operação de supermercado online? Abaixo apresentamos alguns elementos.

O custo total de propriedade

O primeiro passo ao analisar e escolher a melhor plataforma de ecommerce para as empresas de produtos de supermercado é calcular o custo total de propriedade, ou TCO. Qual é o produto e o seu valor ao longo do tempo? 

Imagine que você quer comprar um carro. O carro da marca X custa R$27 mil e o da marca Y custa R$30 mil. Qual deles você escolheria? O mais barato, obviamente. Mas quando você considera os seguros, estima os serviços de reparo, garantia estendida e assistência, o preço da marca X sobe para R$ 33 mil e o da marca Y para R$ 31 mil. Esse é o dinheiro que você economiza ao calcular o TCO.

Mais de 32% dos tomadores de decisão das empresas utilizam o TCO para estabelecer estratégias de crescimento e compreender os prós e os contras da expansão das operações ao longo do tempo. Além de ajudar a fundamentar as decisões, ele traz uma ferramenta de orientação para evitar qualquer tipo de desperdício de dinheiro, ativos ou pessoas ao analisar a melhor plataforma de comércio eletrônico. A plataforma cobra por atualizações de software, por exemplo? Isso é algo que deve ser levado em consideração. 

Tem que haver um background financeiro estratégico ao optar por avançar com estas decisões para um melhor desempenho financeiro no longo prazo. Não se esqueça de levar em conta todas as despesas ocultas. 

Sistema de gerenciamento de pedidos

O Sistema de Gerenciamento de Pedidos ajuda a melhorar a forma como sua empresa recebe, processa, gerencia e conclui os pedidos. Isto inclui todo o processo desde o pagamento, o envio dos itens, gerar faturas e elaborar relatórios. Ele serve como uma conexão WMS para a estrutura da plataforma de ecommerce, preenchendo a lacuna entre o sistema de picking de controle de estoque e outras funcionalidades centrais do varejo online como o catálogo, o carrinho de compras, promoções e descontos. 

Sistema de gerenciamento de armazém

Para os varejistas de supermercado, a logística pode se revelar algo difícil e, logo no topo do checklist da plataforma de ecommerce, depois do OMS, está o WMS, ou Sistema de Gerenciamento de Armazém. 

Este sistema é normalmente oferecido como um pacote para muitos clientes de supermercado ao adquirir um serviço de plataforma de ecommerce. O WMS é capaz de gerenciar todo o processo logístico dentro do sistema de estoque de uma empresa, provando ser necessário para cada operação de supermercado que almeja ter sucesso. Ele acelera a produtividade, controla os itens armazenados, economiza tempo e evita falhas, além da integração com outros departamentos, melhorando assim a comunicação interna. Este serviço é oferecido por diferentes fornecedores em toda parte e precisa ser integrado ao sistema de gerenciamento de pedidos.

Manter os produtos disponíveis em estoque é o principal objetivo dos supermercados, especialmente quando se trata de produtos perecíveis. Saber o quanto comprar a mais e quais são as principais questões ligadas ao armazenamento do estoque tem que ser a maior prioridade tanto para a integração de lojas online e offline, como também para a manutenção do negócio. 

Customização e flexibilidade

No mundo online, as compras de supermercado foram reduzidas a uma experiência de compras recorrentes. Não há amostras grátis e menos “descoberta de produtos” como na loja física, então os clientes online continuam comprando o que já sabem que funciona para eles. Para aproveitar ao máximo esta situação, muitos supermercados online têm investido na simplificação e na manutenção da consistência para que os clientes voltem sempre.

Alguns clientes VTEX, como o Walmart, na Argentina, e o Zona Sul, no Brasil, têm usado módulos nativos disponíveis através da funcionalidade plug and play da VTEX para fazer com que este cliente recorrente se sinta melhor ao fazer compras online, enquanto converte clientes e os transforma em clientes regulares. Estes serviços proporcionam agilidade e escalabilidade quando se trata de implementar novas estratégias em um curto período de tempo. 

Em vez de itens não relacionados colocados em uma loja física, os varejistas e as marcas de produtos alimentícios podem vincular itens no aplicativo ou no site para pedidos. Se um cliente procura carne de hambúrguer, ele também pode receber uma recomendação para comprar ketchup e mostarda. Os algoritmos são o futuro para entender os padrões de compra e recomendar novos itens a partir do que o cliente compra com frequência. 

Outros exemplos de marcas que aproveitam o momento recorrente são a criação de uma lista de compras ou a opção de assinaturas, duas pequenas ações que podem aumentar as taxas de conversão e causar um surto de vendas com maior frequência. A lista de compras não precisa sequer ser criada pelo cliente e pode ser construída pelos padrões de compras prévias semanais ou mensais do supermercado online. Desta forma, o cliente não precisa navegar através das opções e com apenas um clique pode obter todas as suas compras na porta de sua casa em menos de um dia. As opções de assinatura também são muito convenientes. Imagine nunca mais ter que se preocupar com as compras de supermercado! 

Continue lendo: artigos relacionados
Estratégia

Mercado de ecommerce no Brasil: tendências e novas perspectivas

A pandemia foi um intenso catalisador para o ecommerce, acelerando projetos e tendências que levariam anos para se…

Erick Buzzi
Erick Buzzi
Estratégia

Planejamento, estratégia e gestão de ecommerce: você está preparado para os desafios de um mercado em ebulição?

Recentemente, realizei uma palestra no E-commerce Brasil voltada para gestores de ecommerce, na qual abordei os principais desafios…

Rafaela Rezende
Rafaela Rezende
Estratégia

Estratégias de retenção de clientes: como fazer os compradores voltarem

Como posso reter clientes e engajá-los com a minha marca? Qual é a estratégia certa de SEO para…

Sorana Gheorghiade
Sorana Gheorghiade
Estratégia

Posicione sua marca nos Estados Unidos com a VTEX

Como incrementar resultados com a presença da sua marca no mercado online dos Estados Unidos com a ajuda…

João Teixeira
João Teixeira
Estratégia

Ampliando os seus canais de venda através do marketplace

No ano de 2020, o ecommerce atingiu o marco histórico de R$ 87 bilhões em vendas no Brasil,…

Luciano Santos
Luciano Santos
Tecnologia

Novas tecnologias que estão impulsionando a digitalização da indústria da moda

Ao que parece, a crescente mudança para os canais de compras digitais não mostra sinais de retrocesso. Os…

Sorana Gheorghiade
Sorana Gheorghiade
Estratégia

Cross Border: exportação do Brasil para o mundo

O que é Cross Border e como essa prática vem ganhando força? Cross Border trata-se do comércio transfronteiriço,…

João Teixeira
João Teixeira
Estratégia

Destaque no Quadrante VTEX 2021, ACCT comemora resultado e mira manter posição na edição 2022

Agência líder no ecossistema, ACCT utilizou o destaque para captar novos leads e gerar reconhecimento de marca O…

Mariana Boese
Mariana Boese
Estratégia

Marketplace de Programas de Fidelidade: uma solução para acelerar o giro de estoque

Nem sempre as apostas de um varejista são um sucesso. Muitas vezes, escolhas e cálculos errados geram estoque…

Ligia Garcia
Ligia Garcia
Veja Mais
Registro feito com sucesso