Blog VTEX - Balanço Black Friday VTEX: vendas se aproximam de R$ 1 bilhão

Balanço Black Friday VTEX: vendas se aproximam de R$ 1 bilhão

Avatar
VTEX
11 dez 2018
Reading Time: 2 min

Recorde de mais de 1,7 milhão de pedidos online na semana da Black Friday é 54% superior ao do ano passado; no dia oficial da data, crescimento foi de 58%

A Black Friday se consolidou como a principal data do e-commerce brasileiro. Com 674 mil pedidos online na plataforma VTEX na sexta-feira propriamente dita (23 de novembro), houve um crescimento de 58% em relação ao ano passado e de 720% em relação a uma sexta-feira comum, com uma média de 468 pedidos por minuto. Considerando toda a semana, houve um total de mais de 1,7 milhão de pedidos (54% mais que em 2017), o que significou um aumento de 44% nas vendas dos clientes que utilizam a plataforma.

Considerando que a VTEX fornece soluções de e-commerce para aproximadamente 20% do varejo digital brasileiro, essa é uma amostra bastante relevante do que se transformou a Black Friday no mercado nacional. Desde sua chegada ao país, em 2010, como uma ação puramente online, a data vem refletindo o uso cada vez mais intenso de plataformas digitais pelos consumidores. Especialmente nos últimos dois anos, em que a Black Friday passou a ser adotada em massa pelo varejo físico, o evento se transformou em uma ação promocional multicanal.

Crescendo a cada ano, em boa parte, por causa da relação cada vez mais próxima das pessoas com a tecnologia e da difusão do acesso online (especialmente no ambiente mobile), em 2018 a Black Friday se concentrou em Moda (18% dos pedidos durante a semana), Eletrodomésticos (27%) e Cosméticos (15%). Na sexta-feira propriamente dita, essas três categorias responderam por 60% da movimentação online.

Na avaliação da VTEX, neste ano o varejo se mostrou ainda mais maduro para enfrentar o aumento do acesso a seus sites e se preparou melhor para lidar com os aspectos logísticos desse momento de pico de vendas. Um cuidado a tomar é definir com clareza a estratégia de preços adotada e que produtos são envolvidos na ação, para que a Black Friday interfira o mínimo possível nas vendas de Natal e não impacte de forma significativa as margens do varejo.

Nas próximas edições da Black Friday, os desafios serão ainda maiores. Será preciso ampliar as sinergias entre as operações online e offline, seja treinando as equipes da loja para oferecer produtos e serviços adicionais para os clientes que fazem o click & collect, seja oferecendo condições comerciais diferentes para esse público. Ao mesmo tempo, será preciso adotar recursos de inteligência de dados para aumentar a assertividade da Black Friday, reduzir a possibilidade de ruptura e melhorar a experiência do cliente nos processos de trocas e devoluções.

A Black Friday, já consolidada no varejo brasileiro, deverá se transformar em uma verdadeira experiência omnichannel, capitaneando a evolução do mercado nos próximos anos. Não é mais possível ficar de fora da data: é preciso definir a melhor estratégia para atrair, converter e conquistar os clientes. A edição 2019 já começa agora: prepare-se com muita antecedência e boas vendas!