Por que seu e-commerce deveria ser sustentável?

Avatar
VTEX
20 mar 2019
sustentabilidade, ideia, lâmpada, quadro-negro
Reading Time: 3 min

Investir em sustentabilidade não é uma questão de “ficar bem na foto”, e sim de desenvolver um negócio duradouro e rentável

 

O Brasil é um dos países do mundo com mais consumidores que se dizem preocupados com sustentabilidade: 95% das pessoas conhecem questões ligadas à preservação do meio ambiente, embora os índices de reciclagem de produtos ou de uso de fontes renováveis ainda tenham muito espaço para crescer (apenas 13% dos resíduos sólidos vão para reciclagem anualmente e o País perde R$ 5,7 bilhões ao ano por não reciclar plásticos).

Produtos com apelo sustentável têm uma justificativa para custar um pouco mais: 47% dos brasileiros aceitariam pagar até 5% mais em produtos sustentáveis, segundo um estudo da EcGlobal. Como 98% dos consumidores consideram importante que as empresas se engajem em ações ligadas à preservação do meio ambiente, o e-commerce também precisa estar atento a essa questão e levar essa discussão para seu dia a dia.

Em alguns segmentos do mercado, uma postura sustentável contribui fortemente para um posicionamento mais positivo. É o caso de itens para casa e decoração, em que o uso de matérias-primas sustentáveis, recicláveis, produzidas de forma consciente ou a partir do reaproveitamento de recursos naturais vem crescendo de forma significativa.

Adotar uma postura sustentável não precisa ser apenas uma bandeira de marketing. Ao realizar esforços para tornar seus processos e métodos de trabalho mais ecologicamente corretos, o varejo pode obter vantagens competitivas. Seja por uma imagem mais positiva junto aos clientes, pela possibilidade de comercializar itens de margem mais alta ou pelo impacto financeiro das ações, o e-commerce tem muito a ganhar com a sustentabilidade.

Por utilizar menos recursos naturais, como papel, energia e água, o e-commerce já é, de modo geral, mais sustentável que o varejo físico. As lojas virtuais podem, ainda, desenvolver uma série de ações para reforçar seu “lado verde”:

 

Embalagens ecofriendly

O uso de embalagens feitas de materiais reciclados, biodegradáveis e/ou reutilizáveis é uma forma bastante direta de comunicar atenção ao tema da sustentabilidade. Evidentemente, essa medida deve ser acompanhada pelo mínimo uso possível de materiais, para diminuir a quantidade de resíduos e mostrar que as ações sustentáveis não são apenas greenwashing.

Vale a pena pensar em alternativas de materiais sustentáveis que protejam produtos frágeis, dispensando o uso de plásticos, e adotar embalagens que possam ser reaproveitadas pelos clientes.

 

Certificações de sustentabilidade

O acesso do consumidor a seu site gera gasto de energia elétrica, tanto no computador ou celular do cliente quanto nos servidores e em toda a estrutura de internet usada nesse processo. Diversas iniciativas procuram anular a “pegada de carbono” de seu site e conferem um selo de sustentabilidade para as empresas que adotam a certificação. Ao usar o selo no site, os clientes têm mais uma comprovação dos esforços da marca com a sustentabilidade.

 

Desenvolvimento de ações sociais

Sustentabilidade não é só preservação da natureza. Ações sociais também fazem parte do conjunto de iniciativas sustentáveis e muitas marcas têm se engajado em iniciativas do tipo “a cada produto vendido, doamos um para quem precisa”. No exterior, empresas como TOMS, Warby Parker e Patagonia cresceram e conquistaram uma sólida posição de mercado a partir de suas posturas sociais. Outra ideia é mostrar de onde vêm as matérias-primas e a mão de obra, demonstrando que não há exploração do meio ambiente ou das pessoas.

 

Frete sustentável

A redução do uso de combustíveis é outra medida sustentável que vale a pena ser estudada. Entregas com bicicletas em regiões próximas e estímulo ao “clique e retire” são medidas que diminuem o fluxo de caminhões pela cidade e, assim, reduzem o impacto poluente dos combustíveis fósseis.

 

Ser sustentável não é apenas um discurso bonito, mas descolado da realidade dos negócios. Quando bem aplicadas, iniciativas voltadas à sustentabilidade desenvolvem novos processos, matérias-primas e soluções que reduzem custos e melhoram a percepção da marca junto aos consumidores. Nos tempos atuais, com o aumento da importância dada pelos consumidores ao propósito das empresas, é importante adotar uma causa de forma sincera. Que tal abraçar uma que ainda seja capaz de aumentar as vendas e a rentabilidade do negócio?