Como ajudar seu cliente a encontrar o que procura? Melhore a busca do seu comércio eletrônico!

Sua loja esta cheia de prateleiras em que há vários produtos, mas seu cliente não quer ir em todos os corredores para encontrar o que precisa, afinal é mais fácil perguntar para alguém do que procurar por cada categoria – o mesmo acontece no e-commerce.

Se o seu e-commerce não tem um campo de busca, está na hora de pensar em ter. E não adianta acreditar que aquele campo escondido no header da loja é a solução! Estamos falando de um campo de busca de verdade. Este campo tem que ser bem visível e, se possível, aparecer em todas as páginas, afinal uma hora seu cliente pode precisar buscar algo e não vai querer voltar para a home para isso. Imagine que para o cliente, muitas vezes, é difícil identificar a qual categoria determinado produto pertence.

Entregue os resultados que seu cliente busca

Você pode e deve ajudar o sistema da loja a entender o que seu cliente busca. Para isso, temos os campos de palavras substitutas, que deve ser preenchido com palavras que sejam relacionadas ao termo buscado.

Por exemplo, quando buscamos por um tipo determinado de celular nas lojas especializadas, buscamos pelo nome do celular e queremos apenas ver aquele modelo. Desta maneira, não tente usar palavras de outro produto para tentar induzir a busca, pois com isso você apenas atrapalhará a experiência do usuário e o fará acreditar que sua loja está tentando enganá-lo ou que sua busca não funciona.

1. Use palavras substitutas

Mesmo buscando, seu cliente pode não encontrar o que precisa. Isso se deve ao fato de que seu e-commerce pode estar usando as palavras incorretas no cadastro de palavras substitutas. Pense que para encontrar um produto, o usuário tem que escrever o termo correto sem erros de acentos ou grafia. Isso diminui muito a conversão da loja, ou pelo menos o engajamento de seu cliente, pois se o cliente não encontrar o que buscou, quer dizer que sua loja não vende o que ele precisa, logo este cliente não voltará a sua loja.

Qual a solução? Cadastrar variações da palavra-chave do seu produto considerando erros de grafia e acentuações, dessa forma você aumenta a chance do usuário encontrar o que precisa, mesmo quando ele não escreveu o termo corretamente. Imagine-se entrando em uma loja de sapatos: você pede ao vendedor o sapato X na cor azul, porém ele retorna do estoque com 20 caixas de sapatos de todas as cores do arco íris, menos a azul. Como você se sentiria?

Alguns vão dizer que isso se deve ao fato do vendedor estar aumentado as chances de venda mostrando vários produtos, mas na internet não funciona desta maneira. O usuário quer aquele produto específico, exatamente como buscou.

2. Sugestões de similares e avise-me

Mas o que fazer quando não tenho o produto? Neste caso, customize a página de busca vazia conforme a categoria buscada trazendo sugestões de produtos e indicando ações ao seu cliente.

Outras soluções muito usadas são a sugestão de produtos ou similares na tela de produto, que pode suprir a entrega daquele produto que está em falta e a captação do e-mail para avisar assim que você repor o estoque.

3. Configure a página de busca vazia

Uma opção usada em lojas de nicho é a utilização dos filtros de produtos e buscas laterais, levando ao cliente o que ele procura e filtrando o resultado já nas primeiras páginas. Isso diminui a quantidade de cliques para chegar ao produto desejado.

Um bom exemplo são as lojas de sapatos que trazem os filtros de tamanho do calçado na home ou na página de categoria. Com isso, o cliente consegue ver somente o tamanho que quer e não terá que entrar no produto para descobrir se tem ou não o tamanho desejado.

Dessa forma, o cliente não depende apenas dos campos de busca que não podem, nem devem, ser a única boa prática de usabilidade de sua loja.

Invista na navegabilidade do seu e-commerce

Se você ignorou tudo que foi dito até aqui, você ainda tem uma pequena saída para não entrar no grupo de piores sites para se navegar. Afinal, não podemos criar uma loja na qual seu cliente somente se encontre usando a busca, certo? Se fosse assim, o ideal era ter um campo de busca no lugar das categorias.

Para suprir a falta de um campo de busca funcional, você deverá ter uma navegação organizada, com categorias e subcategorias bem determinadas, nomes claros e diretos, filtros laterais devem ser criados com ligação a categoria para que a informação fique o mais nítida possível. Afinal em cada categoria há um tipo de produto com características próprias daquele grupo de produtos.