Estratégia

Estratégias de retenção de clientes: como fazer os compradores voltarem

Sorana Gheorghiade
Sorana Gheorghiade September 22, 2021
Estratégias de retenção de clientes: como fazer os compradores voltarem

Como posso reter clientes e engajá-los com a minha marca? Qual é a estratégia certa de SEO para impulsionar minha operação online? Quais são algumas das técnicas e dicas para reter clientes no ecommerce de supermercado? Como a fidelidade à marca influencia no comportamento do consumidor? Quem compra na plataforma de ecommerce? Como podemos conseguir a atenção dessas pessoas? Afinal de contas, quais são as melhores estratégias de retenção de clientes?

Essas são algumas das questões mais urgentes para os donos de negócios de ecommerce. O impacto dos fatores de confiança na fidelidade dos clientes no ecommerce B2B e B2C pode se tornar muito positivo se você tiver uma boa estratégia. Ou melhor, boas estratégias de marketing digital. Embora a qualidade e a facilidade de uso do site tenham um impacto positivo significativo na satisfação e na confiança dos clientes que compram online, o consumismo dos dias de hoje trouxe pretensões maiores do que nunca para os negócios online. 

No caminho entre manter o esforço para encontrar novos clientes e o desafio de manter os já existentes, apresentamos abaixo algumas ideias de como atrair compradores, mostrar a eles o que o seu negócio tem a oferecer e fazer com que permaneçam.  

Ecommerce, lealdade, confiança

De acordo com The Internet World Stats, existem mais de 5 bilhões de internautas no mundo todo, o que demonstra uma presença virtual de 65,5% no primeiro trimestre de 2021. Analisando essa informação com a estratégia de ecommerce em mente, todos os internautas automaticamente se tornam clientes potenciais de negócios online. Entretanto, quanto maior o número de pessoas com acesso às compras online, maior será a preferência por elas e a quantidade de reclamações caso haja algum problema durante a jornada de compra. 

A satisfação do cliente foi definida como uma avaliação da percepção de discrepância entre as expectativas pré-estabelecidas e o desempenho real do produto. Além disso, ela está diretamente relacionada à estratégia de marketing digital de uma empresa, o que significa que o produto anunciado deve corresponder exatamente ao que será oferecido. 

A boa notícia é que embora as pessoas tenham uma enorme quantidade de opções para escolher, elas tendem a ficar com as que já conhecem. Portanto, tente causar uma boa primeira impressão para o cliente e isso pode ser suficiente para manter a taxa de retorno de clientes. 

Comércio conversacional

Em comparação com 2015, o ambiente atual de negócios online mudou devido à COVID-19. De acordo com o Statista, as vendas globais no ecommerce quase triplicaram de US$ 1,5 trilhões em 2015 para US$ 4,28 trilhões em 2020. A participação do ecommerce no total das vendas globais de varejo saltou de 13,6% em 2019 para 18% em 2020, e espera-se que ultrapasse os 20% até 2022. Essa rápida aceleração aumenta as novas necessidades dos consumidores e demanda novos canais de ecommerce. 

Uma dessas estratégias é o conversational commerce, que é fundamental para se ter um ecommerce em canais de mensagens e implica em conversas em tempo real entre marcas e clientes em aplicativos de mensagens. Com ele, as empresas conseguem valorizar o cliente como indivíduo, tratando-o como se ele tivesse acabado de entrar em uma loja física.  É uma ferramenta muito importante para o marketing digital, já que permite construir relacionamentos com os clientes mesmo que eles não estejam presentes fisicamente. Além disso, ajuda a melhorar o atendimento ao cliente, aspecto fundamental de sua fidelização. 

Qualidade, mas também quantidade

Outra ferramenta-chave para a retenção de clientes é a qualidade do site, que deve ser analisada de acordo com a qualidade do conteúdo, a estrutura, a navegação e a funcionalidade. O conteúdo refere-se às informações mostradas no site, que devem ser engajantes, relevantes e apropriadas para o cliente — deve oferecer o que eles estão procurando. Conheça seu público e aplique esse conhecimento a cada detalhe do seu front-end. 

A estrutura e a navegação incluem as informações da organização no site e instruções que ajudam os usuários a passar pelas seções de forma rápida e fácil. Poderiam se referir a um mecanismo de busca inteligente e personalizável ou a uma experiência de compras ao vivo, por exemplo. 

Quanto melhor for a experiência do usuário, maior é a probabilidade de o cliente voltar. A qualidade é essencial, mas a quantidade também é importante. Entregar uma página de produto impecável não é tudo: você deve combiná-la ao cross-selling e ao up-selling. Em termos de conteúdo, o comprador sempre fica feliz em ver uma página de produto de qualidade, construída com as melhores práticas de SEO, carregando rapidamente, com imagens detalhadas de alta qualidade e informações claras e precisas. 

Tudo sobre email marketing

Não é necessário que 100 compradores façam uma compra única, mas sim que 20 compradores voltem e façam mais de uma compra. Desta forma, você tem 400 pedidos em vez de 100. 

Mas para chamar a atenção desses 20 compradores, você deve envolver o coração e a alma da marca. Repetidas vezes. Nesses casos, o email marketing pode ser uma ferramenta eficaz para manter seus clientes envolvidos e interessados em sua marca. 

Seja com um cartão de aniversário, um código para uma oferta especial, um desconto de 10% na assinatura ou a newsletter mensal, uma ótima maneira de alavancar o email marketing é usá-lo para enviar um conteúdo valioso e relevante a seus usuários. Se quiser ir além, em vez de oferecer promoções, você pode curar links de conteúdo que dialoguem com seus usuários como parte da newsletter.

Embora o envio de e-mails possa ser uma ferramenta poderosa para manter os clientes próximos e engajados, ele pode gerar o efeito oposto se usado de forma errada. E-mails estilo spam e muito frequentes podem incomodar os clientes e levar ao resultado menos desejado: perdê-los. 

Páginas que contam histórias

Por último, mas não menos importante, a ideia central da marca deve ser contada através de uma história. E ela tem que ser boa. Independentemente de o negócio online ser construído em torno de uma marca de chocolates de luxo sustentável ou um marketplace de supermercado, prepare uma narrativa forte para representar suas principais crenças e os clientes permanecerão fiéis se compartilharem as mesmas ambições ou valores. 

Para resumir todos os itens acima, existem algumas ações básicas que os clientes precisam ver e os varejistas online devem fornecer. Ter chatbots aliados à qualidade em todos os aspectos de seu site parece ser um ótimo plano. Além disso, ofereça uma experiência de compras ao vivo e um mecanismo de busca poderoso e você estará preparado. Não se esqueça: neste caso, a mídia social é sua aliada. Envie um e-mail, poste no Instagram e compartilhe as novidades no Twitter. Deixe o mundo ver seu negócio e os clientes virão até você. Isso que é estratégia de ecommerce!

Continue lendo: artigos relacionados
Estratégia

7 passos simples para garantir uma boa usabilidade de uma loja online

Você conhece a importância da usabilidade de uma loja online? Para destacar a sua loja online dos demais…

ESHOPPER
ESHOPPER
Estratégia

Uma linha do tempo para a implementação do conversational commerce

Os novos hábitos de compra dos consumidores, o boom do comércio social e a tendência voltada para a…

Gabriela Porto
Gabriela Porto
Estratégia

Como otimizar o checkout e aumentar a conversão em sua loja online

As vendas no ecommerce vem experienciando um crescimento considerável nos últimos anos. Segundo a Ebit/Nielsen o Brasil bateu…

Caroline Dias
Caroline Dias
Estratégia

9 principais diferenças entre o ecommerce B2C e B2B

Você já se perguntou como cada modelo de negócio requer uma arquitetura e um conjunto de funcionalidades diferentes?…

Iris Irikura
Iris Irikura
Estratégia

Como crescer a sua estratégia omnichannel com live shopping

Se existe algo que é uma constante no mundo digital e no mundo do ecommerce é a inovação…

Taissa Araujo
Taissa Araujo
Estratégia

Aumente o faturamento da sua loja virtual com entregas cada vez mais rápidas

Descubra como as estratégias logísticas usando dark stores têm garantido entregas em tempo reduzidoe se tornado tendência no…

Rebeca Maffra
Rebeca Maffra
Estratégia

O que uma plataforma de comércio omnichannel pode oferecer aos varejistas?

Ninguém entra no varejo pensando “Vou vender este único produto a este preço e neste canal para sempre”.…

Cody Stapleton
Cody Stapleton
Estratégia

Como integrar o conversational commerce em sua operação omnichannel

Um dos paradigmas das marcas é estar disponível onde quer que os clientes estejam e ser capaz de…

Diana Mourão
Diana Mourão
Estratégia

Conversational commerce: a mais nova tendência digital que está fortalecendo as empresas B2C e B2B

Por trás de qualquer tipo de negócio, há um ser humano. Isso é um fato. Portanto, tanto faz…

Juliana Sánchez
Juliana Sánchez
Veja Mais
Registro feito com sucesso