Estrategia

Acelerando os resultados da Black Friday com o Pix

Luciano Santos
Luciano Santos October 10, 2021
Acelerando os resultados da Black Friday com o Pix

O novo meio de pagamento que chegou para ficar 

O Pix, novo meio de pagamento instantâneo, entrou em vigor dia 16 de novembro de 2020 e chegou para ficar. Segundo dados do Banco Central, em maio deste ano, foram cadastradas mais de 230 milhões de chaves Pix entre pessoas físicas e pessoas jurídicas. Um número surpreendente. 

Apesar de ter sido projetado para facilitar e democratizar as transações, o Pix também gerou uma nova oportunidade para o mercado de ecommerce de todas as categorias. Afinal, além de possibilitar mais uma forma de pagamento para o consumidor, o Pix trouxe muitas outras vantagens, como por exemplo: 

  • Pagamento mais rápido;
  • Diminuição de trava de estoque;
  • Fluxo de caixa mais saudável;
  • Melhora dos processos logísticos.

Você pode ler mais sobre as vantagens na página: https://vtex.com/pt-br/blog/produto/pix-ecommerce-vantagens/ 

A adesão do novo meio de pagamento foi um sucesso. Segundo o Banco Central, apesar de ter menos de um ano de funcionamento, o Pix já supera as modalidades mais tradicionais, como DOC, TED e boleto bancário. 

Pix e a Black Friday 2021

A Black Friday de 2020 foi a primeira prova de fogo do Pix. Mas a expectativa para a Black Friday de 2021 é ainda maior, já que os sellers terão mais tempo para implementar a nova modalidade de pagamento e organizar melhor a parte comercial e operacional das vendas. 

Para entender como o Pix irá afetar os resultados da data mais esperada pelos varejistas, convidamos quatro especialistas em ecommerce: Gustavo Batista (Success Account Director na VTEX), Marcelo Recco (gerente sênior de ecommerce na Acer Store), Fabrizzio Topper (CEO  e founder da Driven.CX) e Leandro Rodrigo (head de negócios no Mercado Pago). 

Para eles, além dos preços, o Pix vai ser um grande diferencial na decisão de compra, já que oferece ao consumidor mais rapidez no momento da aprovação e mais rapidez no fluxo da entrega do produto. Segundo Leandro, durante a Black Friday de 2020, o Mercado Pago tinha 15% de sellers habilitados para vender com o Pix, e atualmente, cerca de 70% estão habilitados. Mas a meta para novembro é chegar a 100%. 

Um fato curioso trazido por Leandro é que alguns lojistas pensam em fazer testes para remover a opção de pagamento com boleto apenas durante o período da Black Friday, evitando a trava de estoque em um momento de grande volume de vendas. E o problema do estoque se agrava porque muitos varejistas, de má-fé, fazem pedidos na concorrência através do boleto para deixar produtos fora de circulação durante esses dias, comprometendo as vendas. Para Marcelo Recco, é possível que o boleto chegue ao seu fim no futuro próximo. 

O que podemos esperar de inovação para o Pix? 

Na quinta-feira, 02 de setembro, o Banco Central anunciou duas novas modalidades do Pix: Saque e Troco. O Pix Saque é a transação exclusiva para a retirada de recursos em espécie. O usuário do Pix poderá sacar dinheiro em espécie em uma padaria, um estacionamento ou em um caixa eletrônico. Já o Pix Troco, que poderá ser oferecido por empresas e estabelecimentos comerciais, está associado a uma operação de compra ou prestação de serviço. Nesse caso, o usuário do Pix pode, por exemplo, comprar R$10 em pães e fazer um Pix de R$20 para a padaria, que lhe devolveria os pães e R$10 em espécie. Mas podemos esperar por mais novidades em breve. O Pix Garantido é outra modalidade que está sendo desenvolvida para oferecer a possibilidade de pagar de forma parcelada através do Pix. 

Para Fabrizzio Topper, o Pix não veio para ficar, mas veio para dominar e influenciar outros meios de pagamento a adotar a mesma dinâmica. 

Se você é cliente VTEX, mas ainda não integrou o Pix em sua loja. Siga os passos deste tutorial e entre em contato com a instituição que faz a mediação dos pagamentos em seu ecommerce e faça a sua solicitação. Ainda dá tempo de aderir o novo pagamento para a Black Friday e alavancar suas vendas! É prático, rápido e seguro.

Continue lendo: artigos relacionados
Histórias de Clientes

Swift e os desafios omnichannel no segmento de ultracongelados

A Swift é pioneira em criar processos de qualidade para o ultracongelamento de alimentos perecíveis e ainda estimula…

Elias Moura
Elias Moura
Operações

Por que DTC significa mais do que direct-to-consumer

Quando se trata de nomear o modelo de negócios direct-to-consumer, é comum usar dois acrônimos: DTC ou D2C.…

Júlia Miozzo
Júlia Miozzo
Black Friday

Sua estrutura logística está pronta para a Black Friday e outros grandes eventos?

À medida que o fim do ano se aproxima com eventos como Black Friday e Natal, e com…

Patrick Rocha
Patrick Rocha
Operações

Ecommerce para iniciantes: tudo o que você precisa saber

Hoje em dia, ter uma operação de ecommerce é uma necessidade para as grandes marcas e varejistas que…

Júlia Miozzo
Júlia Miozzo
Estratégia

Venda mais com a prateleira infinita

Se você é cliente muito provavelmente já passou pela situação de entrar na loja, se interessar pelo produto…

GoTotem
GoTotem
Gestão

Os desafios da tributação do ecommerce B2B

Quando as empresas se deparam com os desafios da tributação para comércio digital no Brasil, o primeiro obstáculo…

Elias Moura
Elias Moura
Estratégia

Marketplace de Programas de Fidelidade: uma solução para acelerar o giro de estoque

Nem sempre as apostas de um varejista são um sucesso. Muitas vezes, escolhas e cálculos errados geram estoque…

Ligia Garcia
Ligia Garcia
Histórias de Clientes

Supernosso eleva patamar de atendimento no delivery com VTEX Tracking

O Grupo Supernosso é uma das 20 maiores empresas do setor supermercadista brasileiro, de acordo com o ranking…

Mariana Boese
Mariana Boese
Operações

O caso de sucesso da Amazon Fresh e como ele está reinventando as compras de supermercado online

Muito tem sido dito sobre como a pandemia da COVID-19 se tornou tanto um desafio quanto uma oportunidade…

Júlia Miozzo
Júlia Miozzo
Veja Mais
Registro feito com sucesso