Tendência

Negócio de dropshipping: o que é isso?

Gabriela Porto
Gabriela Porto September 24, 2021
Negócio de dropshipping: o que é isso?

Quando se trata de manter uma operação de ecommerce, vários fatores-chave devem ser levados em consideração, especialmente os que envolvem gestão de estoque, logística e entrega last-mile, e não apenas a disponibilidade do produto ou uma boa promoção para os clientes. Um modelo de negócios de dropshipping é uma ferramenta que ajuda nas operações de ecommerce, melhorando-as e agregando valor ao que se espera de um sistema bem completo e detalhado.

Hoje, aproximadamente 27% dos varejistas online estão usando o dropshipping, um modelo que também se tornou uma fonte alternativa de renda para muitas pessoas devido às mudanças econômicas. Neste artigo, vamos analisar o que é dropshipping, seus benefícios, como ele funciona e quais são suas possíveis desvantagens, seja como seller ou iniciante.

O que é dropshipping?

O dropshipping é um método de fulfillment de pedidos que utiliza um seller terceirizado como agente de envio, fazendo com que a loja que vendeu o produto não precise mantê-lo em seu estoque. Ao adotar o modelo de dropshipping, a loja online fica responsável apenas pela venda do produto, deixando a responsabilidade de lidar com o empacotamento, a entrega last-mile e toda a logística envolvida para outra pessoa ou empresa.

Veja um exemplo rápido: um proprietário de uma pequena empresa de joias tem mais de 100 SKUs registrados em seu site, mas ele (ou ela) executa a operação de casa com apenas algumas pessoas e sem uma grande estrutura. Assim, em vez de manter todo o estoque no local (ou mesmo em um espaço alugado), o proprietário pode procurar sellers terceirizados para processar e enviar o produto para o cliente.

É uma via de mão dupla: enquanto uns se beneficiam da conveniência e da redução de custos gerada pela terceirização logística, outros aproveitam a oportunidade de rentabilizar com a venda de produtos de terceiros. 

Entretanto, como em qualquer tipo de negócio, o dropshipping traz benefícios e pontos de atenção para ambas as partes, os quais explicaremos detalhadamente abaixo. 

Como ele funciona?

Agora que você sabe o que é dropshipping e está familiarizado com suas nuances, vamos olhar para o processo em si. No dropshipping, a cadeia de suprimento refere-se ao processo de passar um produto do fabricante ao cliente. Veja como funciona:

A cadeia de suprimento é composta por três partes:

  • Fabricante: o criador dos produtos que você entrega; vende esses itens em grandes quantidades a fornecedores e atacadistas.
  • Fornecedor/atacadista: a pessoa que compra produtos dos fabricantes e os vende aos varejistas (dropshippers).
  • Varejista: a pessoa que vende produtos diretamente para o cliente: você! Este é o ponto de venda para seus clientes.

Benefícios do dropshipping

Para o fornecedor de dropshipping

É fácil

Começar com uma loja de dropshipping é simples. Muitas plataformas de ecommerce e outros fornecedores oferecem um treinamento de dropshipping rápido para quem se interessar em realizar a função. Além disso, com a facilidade de iniciar as operações, sobra mais tempo para trabalhar em estratégias para aproximar fornecedores e fabricantes do seu negócio.

Foco na entrega, e é isso 

Com o dropshipping, você só precisa se preocupar com o passo a passo da operação logística, passando da gestão de estoque até a coleta, o empacotamento e o processamento de produtos, e finalmente seu envio para o cliente. Isto se aplica a ambas as partes, já que o proprietário da empresa também se beneficia do tempo livre gerado pela terceirização da entrega last-mile.

Para as empresas

Venda o que quiser, onde quiser 

A beleza de uma operação de dropshipping é que outra pessoa se encarrega do envio para você. E a liberdade que você ganha com isso é poder vender diferentes produtos independentemente de onde sua empresa estiver localizada — mas isso não deve limitá-lo. Com uma operação de dropshipping, você pode oferecer entregas para qualquer parte do mundo, desde que os custos valham a pena.

Proteção contra a sobrevenda

Todo mundo gostaria de prever o futuro. Especialmente quem trabalha com marcas de ecommerce e acaba enfrentando as flutuações do mercado e se deparando com surpresas por todos os lados. Os custos de excesso de estoque são uma verdadeira dor de cabeça, por isso, conseguir repassar o envio para outra pessoa pode reduzir os custos sem reduzir as vendas por não ter a quantidade de produtos necessária.

Liberdade para testar produtos

Semelhante ao tópico acima, as previsões de dropshipping vão além de apenas encomendara quantidade suficiente de produtos e administrar corretamente as finanças do seu estoque. Em vez de apostar cegamente em um produto não testado e imprevisível, use o dropshipping por um período experimental. Dessa forma, você verá se vende o suficiente e quanto comprar no caso de um próximo lançamento (drop).

Possíveis desvantagens do dropshipping

Para o fornecedor de dropshipping

Branding 

Ser um seller terceirizado significa ter pouco ou nenhum controle sobre a personalização de produtos, etiquetas, caixas e outros itens de envio. Assim como os escritores-fantasma ou os compositores de músicas cantadas por outros, os dropshippers devem entender que o crédito de seu trabalho vai para outra pessoa. 

Se o produto que você está vendendo é realmente incrível, seus clientes vão focar principalmente na sua marca e esquecer completamente a experiência de compra. Mas isso faz muita diferença, porque toda a jornada de compra do cliente é extremamente importante. Afinal, não é seu logotipo que aparece na caixa.

Margens de lucro baixas

Há muita concorrência quando se trata de estabelecer uma operação de dropshipping boa e confiável. Preços baixos são uma boa saída. Apesar de poderem significar um início lento, é possível gerar confiança e garantia com estratégias de marketing e vendas futuramente.

Falta de controle sobre a cadeia de suprimentos 

No ecommerce padrão, se os clientes reclamam sobre a qualidade do produto, a velocidade de fulfillment ou as políticas de devolução, você mesmo pode resolver os problemas. No dropshipping, você está mais ou menos à mercê do seu fornecedor, mas ainda é você quem tem que falar diretamente com os clientes.

Para as empresas

O atendimento ao cliente pode ser difícil 

Não ter que lidar com a gestão de estoque é ótimo até você receber uma reclamação de um cliente insatisfeito. Quando seu fornecedor falha no fulfillment do pedido, é você quem assume a culpa. Por isso, esteja pronto para pedir sinceras desculpas e prestar um excelente serviço ao cliente a fim de evitar receber críticas negativas. 

Começar um negócio de dropshipping

O futuro é global e colaborativo, especialmente quando se trata de lojas de ecommerce, antigas e novas! Investir em dropshipping, por terceirizar ou tornar-se um terceirizado, destaca este aspecto do comércio digital.

Existem diferentes maneiras de iniciar um negócio no nicho de dropshipping. Seja com um produto específico ou uma gama de produtos, o dropshipping é um acordo de longo prazo que, com paciência, cuidado e o tipo certo de pesquisa e investimento, pode ser rentável para todos os envolvidos. Em relação às ferramentas, as plataformas de ecommerce fornecem todos os tipos de mecanismos projetados para o aprimoramento de várias áreas. 

Por exemplo, aqui na VTEX, os clientes podem se conectar aos sellers e, a partir de nosso OMS nativo, orquestrar suas operações: gerenciar a logística dos pedidos, visualizar o fluxo e o status dos pedidos, entre outros.

Continue lendo: artigos relacionados
Tendência

O Varejo já está no Metaverso

Talvez a sua primeira interação com a palavra metaverso tenha sido com alguma notícia sobre o Mark Zuckerberg…

R2U
R2U
Tendência

Metaverso: o futuro do Social Commerce?

Disclaimer: este material foi desenvolvido a partir do conteúdo apresentado pela(s) marca(s) citada(s) durante o VTEX DAY 2022…

Isabella Feitosa
Isabella Feitosa
Tendência

Conheça os principais benefícios do Live Shopping

O Live Shopping (LS) será um dos canais mais promissores para o ecommerce nos próximos anos. Há um…

Lalo Aguilar
Lalo Aguilar
Tendência

Como adaptar o ecommerce às novas restrições do Pix feitas pelo Banco Central do Brasil

Benefícios do Pix para o ecommerce  Desde seu lançamento, em novembro de 2020, o Pix tem facilitado as…

Camila Isibara
Camila Isibara
Tendência

Como conteúdos interativos compráveis estão mudando a cara das compras online

Esta história é bem antiga: as marcas querem ser vistas por seus clientes e público-alvo, independente de estarem…

Gabriela Porto
Gabriela Porto
Tendência

O futuro do varejo chegou

O comércio digital cresce de maneira consistente, ano após ano, em todas as regiões do mundo. Porém, principalmente…

Rafa Forte
Rafa Forte
Tendência

Quais as novidades do “compre agora, pague depois”?

Discutimos anteriormente o que é o fenômeno do “compre agora, pague depois” (também conhecido em inglês como Buy…

Andreea Pop
Andreea Pop
Tendência

É hora de converter mais com conteúdo gerado pelo usuário (UGC)

Coloque-se no lugar dos seus clientes. Você está navegando em uma loja de ecommerce em busca de uma…

Carolina Martin Guitart
Carolina Martin Guitart
Tendência

Social selling na indústria da moda

Comprar e vender sempre foram atividades sociais. Muito antes das redes sociais surgirem, as pessoas já engajavam em…

Larissa Coelho
Larissa Coelho
Veja Mais
Registro feito com sucesso