Estratégia

Cross Border Brasil – Exportação para Europa

João Teixeira
João Teixeira January 26, 2021
Cross Border Brasil – Exportação para Europa

Já pensou em internacionalizar seu negócio com processos simplificados e baixo investimento? As empresas brasileiras que utilizam a plataforma VTEX agora têm uma excelente oportunidade de expandir seus negócios para a Europa.

A alta do Euro em 2020, acelerada pelos eventos do Coronavírus na economia, trouxeram novos desafios para as empresas mas também muitas oportunidades. 

Uma delas é o cross border que aliado à forte desvalorização do Real, à alta qualidade dos produtos brasileiros e aos incentivos fiscais obtidos na exportação, cria um cenário de alta competitividade em mercados mais maduros. 

A oportunidade de crescimento para as empresas brasileiras se expandirem além da fronteira nos próximos 5 anos é enorme. Não só pela possibilidade de atingir milhões de novos consumidores, mas também pela variedade de canais digitais pelos quais você pode começar a listar, anunciar e vender seus produtos. 

Qual é o cenário do mercado online europeu?

A Europa é um continente promissor para quem deseja vender online. Com mais de 400 milhões de pessoas conectadas à internet, o velho continente supera quase em 3x o número de internautas no Brasil.

O ecommerce na Europa fechou 2020 com um faturamento de €717 bilhões, isso representaria um aumento de 12,7% vs 2019. Para efeitos de comparação, é um valor  42 vezes maior do que o previsto para o faturamento do ecommerce no Brasil para o mesmo período, que é de €17 bilhões.

Em 2019 a Mastercard realizou uma pesquisa no mercado europeu mostrando que 60% dos entrevistados realizam compras online pelo menos uma vez por mês e que 6% compram produtos ou serviços online todos os dias.

Esses perfis de consumo e o alto poder de compra dos europeus colocam o mercado online da Europa atrás somente da Ásia, que é atualmente o maior mercado de ecommerce do mundo, com faturamento anual de mais de €1,7 Trilhões.

Por terem o hábito de realizar compras com mais frequência, os europeus são mais exigentes com produtos e serviços e costumam ter bastante segurança para fazer uma transação online.

Por isso é importante sempre ter o site traduzido para o idioma local, além de utilizar meios de pagamentos locais. 

É hora de acelerar seu ecommerce cross border!

Em um mercado tão competitivo quanto o europeu, é fundamental que você tenha seus produtos disponíveis para pronta entrega em um warehouse operado por uma empresa de serviços para e-fulfillment. 

Esse operador deve contar com algumas características importantes, que irão facilitar a administração da sua empresa. São elas:

  1. Localização Estratégica – Ele deve ficar em um país/cidade que conte com bons modais e fácil acesso aos portos, garantindo que o item chegue ao destino final com rapidez e menos chances de extravio durante o transporte.
  1. Preço – O preço é um detalhe importante na hora de escolher um warehouse. É fundamental olhar todos os benefícios oferecidos pelo parceiro logístico, não apenas o serviço de armazenamento. A equipe desse estabelecimento ficará responsável pelo manuseio e entrega dos produtos.
  1. Atendimento em português – Você estará operando um negócio à distância, no Brasil. Para facilitar o dia a dia do seu negócio, opte por uma empresa parceira que tenha atendimento em português. Isso evita qualquer tipo de falha de comunicação no seu negócio.
  1. Warehouse capacitado para o seu negócio – A Europa conta com diversos operadores logísticos e warehouses. Na hora de optar pelo seu parceiro, escolha um que esteja capacitado para o seu segmento.  Cada tipo de produto conta com um manuseio. Fique atento para ver se a opção escolhida vai cuidar adequadamente dos seus itens.
  1. Automatização de estoques e pedidos – É fundamental que o parceiro escolhido conte com um sistema de WMS para controle e gestão do seu estoque e uma automatização de pedidos integrados à sua loja virtual. Isso garante por exemplo que, assim que um item for comprado no seu site, a equipe responsável pelo picking & packing tenha controle absoluto da correta preparação do pedido ao consumidor.
  2.  Mão de obra qualificada – Por fim, mas não menos importante, é fundamental que o parceiro escolhido conte com mão de obra qualificada para manusear o seu item. Se os itens que você pretende armazenar contam com cuidados específicos, verifique se o warehouse escolhido tem capacidade de atender às suas demandas.
  1. Valor do frete interno – Depois de conhecer todas as características de um bom warehouse, chega a hora de entender como funcionam as transportadoras da Europa e como fazer para economizar na logística Para garantir uma boa negociação com as transportadoras, é fundamental ter volume de mercadorias. Isso permite que os preços fiquem mais baixos. Mais uma vez a solução é contar com uma parceiro que já tenha negociação com estas transportadoras. Por trabalhar encaminhando pacotes de dezenas de empresas, esses operadores já têm um bom relacionamento com as empresas de envio e capacidade para negociar.

A VTEX sempre buscando as melhores práticas e novidades para os seus clientes estabeleceu uma parceria com uma empresa de e-fulfillment localizada em Lisboa, Portugal, que além de ser fundada e operada por brasileiros com vasta experiência em ecommerce, oferece todas as características acima citadas para iniciar o processo de internacionalização da sua empresa. 

Em uma primeira fase, não será necessário abrir empresa na Europa, a gestão da operação e vendas serão realizadas a partir da empresa parceira que receberá os produtos em formato de consignação.

  • Quais são as principais etapas para o processo de internacionalização usando o nosso parceiro na Europa ?
  1. Curadoria de Produtos: A partir de um uma análise de competitividade e potencial de vendas das categorias e produtos, a empresa parceira juntamente com o lojista no Brasil irão determinar qual o volume, mix e grade inicial. Nessa fase também será definida a condição comercial da venda consignada ao parceiro em Portugal.
  2. Preparação do envio dos produtos: Uma Trade parceira no Brasil irá assessorar o lojista em todo processo de exportação em consignação e também fará toda a gestão dos fluxos e repasses dos pagamentos das invoices para os lojistas.  Importante ressaltar que os lojistas não precisarão ter ou obter o RADAR, pois todo trâmite relacionado à exportação será realizado pela Trade parceira no Brasil, e para tanto, basta apenas a emissão de Nota Fiscal em consignação, packing list e etiquetagem.
  3. Envio dos produtos para Europa: Uma vez que a documentação fiscal e os produtos estejam prontos, o lojista deverá enviá-los para o warehouse da Trade, podendo realizar esse envio por conta própria utilizando uma transportadora de sua preferência ou utilizar os serviços da Trade para retirar a carga. Uma vez recebida no warehouse, a Trade  parceira fará a consolidação da carga, a preparação dos documentos de embarque e a contratação do frete para envio dos produtos para Lisboa. Como serão embarques aéreos consolidados e frequentes com diversos lojistas, estima-se uma economia no custo do frete de até 40% quando comparado ao custo de envio de forma individualizada. O valor do frete (CIF) e serviços da Trade serão rateados entre os lojistas.
  4. Recebimento dos produtos em Lisboa: O Parceiro em Lisboa será responsável pelo desembaraço da mercadoria. Os produtos serão armazenados em um Warehouse próprio, localizado em Lisboa, Portugal. 

O lojista terá alguma responsabilidade fiscal ou tributária na Europa? 

Não. O parceiro em Lisboa será responsável pelos impostos aduaneiros no destino, declaração e pagamento mensal do IVA das vendas intracomunitárias e comissões nos Marketplaces.

  • A minha empresa/marca terá uma loja VTEX na Europa? Como será feita a implantação e gestão da loja?

Sim, é estratégico e parte da proposta é a criação de sua loja online VTEX exclusivamente para venda na Europa. Essa loja será operada e gerida pelo nosso parceiro na Europa. 

A marca terá um ambiente (account) distinto do seu ambiente no Brasil e será associado a um domínio .com, .eu, etc. O parceiro em Lisboa ou uma agência no Brasil poderá realizar a implantação da sua loja em VTEX.IO. 

  • Em quais canais digitais meus produtos estarão à venda? 
  1. Para todas as marcas brasileiras, será oferecida a possibilidade de venda em um marketplace especializado em marcas brasileiras que pertence ao nosso parceiro em Lisboa.
  2. Seus produtos também poderão estar à venda em diversos outros canais: Zalando, Amazon, Spartoo, Cdiscount, Allegro e em mais de 10 marketplaces na Europa.
  • Como meus produtos serão adaptados para os diferentes idiomas, padrões de descrições,conversões de medidas, etc?
  1. A empresa parceira em Lisboa fará a adaptação e tradução de todo o seu catálogo de produtos para os idiomas Português de Portugal, Espanhol, Francês e Inglês. Toda a adaptação de tabelas de medidas também será realizada pela empresa parceira.
  2. A correta otimização do catálogo de produtos irá permitir  com que os produtos publicados sejam encontrados com maior facilidade nos buscadores e nos Marketplaces. Por exemplo, em Portugal, a camiseta é denominada de t-shirt, assim como maiô é fato de banho. Esse trabalho bem realizado também vai minimizar a logística reversa, que abrange as trocas e devoluções.

          Como  funcionam as trocas e devoluções? 

O parceiro em Lisboa será responsável pela gestão de trocas e devoluções e seguirá as boas práticas do mercado Europeu. 

         E o Contact Center, será de responsabilidade do parceiro logístico?

Sim, o parceiro em Lisboa será responsável pelo atendimento aos consumidores e o lojista no Brasil não precisará criar uma estrutura para essa demanda. O preço de venda dos produtos será determinado pela empresa parceira que buscará sempre um posicionamento adequado e competitivo para as marcas brasileiras parceiras.

Conclusão

Um mercado de ecommerce mais de 40 vezes maior que o brasileiro, oferecendo condições vantajosas de exploração, permitindo atuar com margens bastante atrativas. O cross border para a Europa é uma oportunidade de negócios grande demais para ser desprezada.

A plataforma VTEX dá suporte a transações multi moeda e multi-idioma, o que facilita a expansão internacional de seus negócios. Além disso, a presença da empresa em 45 países, com mais de 3500 clientes, permite oferecer suporte ao desenvolvimento de seus negócios em qualquer lugar do planeta. Conte conosco para ajudar você em sua expansão internacional!

Ao longo do tempo, o lojista pode crescer com operação própria, loja própria, e o serviço de fulfillment mantido com o parceiro.

Você tem ambições em internacionalizar sua empresa e vender na Europa através do cross border?

Entre em contato

Continue lendo: artigos relacionados
Estratégia

Painel “Tendências do Varejo de Moda para 2021” organizado por VTEX e AWS traz a visão de especialistas do segmento

O varejo de moda passou por uma transformação intensa ao longo de 2020, muito por conta da pandemia,…

Guilherme Lerner
Guilherme Lerner
Estratégia

De olho em alta performance no ecommerce, Under Armour adota solução VTEX

Em apenas 90 dias de implantação, apenas trocando de solução tecnológica, Under Armour vê sua taxa de conversão…

Guilherme Lerner
Guilherme Lerner
Estratégia

Cross Border Brasil – Exportação para os Estados Unidos

COMO EXPORTAR PARA OS EUA DE FORMA SIMPLIFICADA? A economia dos Estados Unidos é a maior do mundo,…

João Teixeira
João Teixeira
Estratégia

Cross border: o MVP da sua internacionalização

O ecommerce cross border é excelente maneira de testar mercados fora do país, com menor custo e resultados…

Rafa Forte
Rafa Forte
Estratégia

4 principais causas de insatisfação do cliente no ecommerce

A satisfação do cliente é fundamental para o sucesso da empresa. Uma pesquisa realizada pelo Zendesk mostra que…

Luiz Samico
Luiz Samico
Estratégia

Cross Border Brasil – Importação dos Estados Unidos

Descubra como vender produtos importados de fornecedores dos Estados Unidos em sites de ecommerce de empresas brasileiras que…

João Teixeira
João Teixeira
Estratégia

ABL Digital: como o marketplace virtual pode ser a nova fonte de receita dos shopping centers

O marketplace já é uma realidade no universo de shopping centers. Se até o início do ano muitos…

Ricardo Garcia
Ricardo Garcia
Estratégia

Como melhorar a experiência de compra do cliente no varejo

Como corresponder às expectativas de consumidores cada vez mais exigentes e melhorar a experiência de compra deles no…

Luiz Samico
Luiz Samico
Estratégia

Como o Marketplace do Banco Inter com VTEX gerou alta de 2.574% nas vendas durante o Inter Day

Há 25 anos no mercado, o Banco Inter surgiu como uma financeira focada no mercado imobiliário. Em 2015,…

Guilherme Lerner
Guilherme Lerner
Veja Mais
Registro feito com sucesso