Estratégia

Como clubes de assinatura podem ser ferramentas poderosas para fidelizar os seus consumidores

Amanda Costa
Amanda Costa March 9, 2022
Como clubes de assinatura podem ser ferramentas poderosas para fidelizar os seus consumidores

Com a pandemia da Covid-19, houve um crescimento expressivo no faturamento do varejo eletrônico no Brasil e no mundo, quando comparado ao ano de 2019. Mesmo com a reabertura das lojas físicas, ainda há previsão de crescimento para o ecommerce. Segundo o 44º relatório da Webshoppers, o primeiro semestre de 2021 representou um aumento de 31% no comércio eletrônico brasileiro em comparação com o semestre anterior, totalizando R$ 53,4 bilhões em vendas. Além disso, as previsões para 2022 também são animadoras: o Panorama da Experiência do Consumidor, pesquisa feita pela Opinion Box e Bornlogic, constata que 49% dos consumidores pretendem comprar ainda mais pela internet em 2022. A tendência é que o papel de protagonista do varejo digital persista nos próximos anos e continue revolucionando o setor. 

Com um mercado crescente e ainda mais competitivo, um dos grandes desafios para as marcas nos próximos anos será conquistar a lealdade da sua base de clientes. De acordo com uma pesquisa da Revista Forbes, 75% dos consumidores não realizam mais de uma compra em cada loja online. Desse modo, as lojas e marcas precisam criar relacionamentos sustentáveis com os compradores e aproveitar os pontos de contato existentes para fidelizar seus consumidores e oferecer experiências memoráveis.

Uma das tendências de ecommerce para 2022, que busca solucionar esse gap de lealdade dos clientes e já vem ganhando força no mercado, são as soluções de clubes de assinatura. Em resumo, são modelos de negócios em que o cliente é cobrado recorrentemente de forma automática para receber um produto ou acessar algum serviço em uma frequência previamente estabelecida. 

Esse conceito já é conhecido pelos consumidores, principalmente na contratação de serviços de streaming e empresas SaaS. No entanto, a participação da assinatura no varejo de bens vem crescendo consideravelmente e se tornado um diferencial competitivo das marcas com presença digital.

De acordo com Guilherme Almeida, head de ecommerce da Nestlé, em uma palestra para evento do E-commerce Brasil, o mercado mundial de pedidos de recorrência corresponde a 18% do valor transacionado por cartões de crédito. E a previsão é que 75% das marcas fornecerão algum tipo de serviço de assinatura até 2023. No Brasil, a Betalabs fez um levantamento que demonstrou que o setor de assinaturas totalizou cerca de R$ 1 bilhão em 2020, representando um crescimento de 60% na quantidade de clubes de assinatura quando comparado a 2019.

Pode-se perceber que os serviços de assinatura estão em crescimento. Além de uma tendência de mercado, os pedidos de recorrência trazem diversos benefícios, como:

  • Oferta de valor para o cliente;
  • Fidelização e construção de um relacionamento a longo prazo;
  • Maior previsibilidade de vendas e de demandas;
  • Aumento no Lifetime Value do seu cliente, reduzindo o custo de aquisição;
  • Garantia de faturamento;
  • Oferta de melhores condições para os clientes de assinatura, como brindes e descontos exclusivos;
  • Melhoria da sua Brand Awareness.

Para começar a utilizar essa solução, é importante conhecer os diversos tipos de clubes de assinatura, a fim de  entender qual modelo mais combina com o seu negócio. Entre as opções, estão: 

Assinatura de Caixas Surpresa: geralmente, são caixas com produtos que os consumidores finais ainda não sabem quais são e os itens são escolhidos através de uma curadoria realizada por um especialista. São focadas em algum nicho específico, como vinhos ou cosméticos. O cliente recebe a caixa em uma periodicidade estabelecida previamente e acaba experimentando produtos que poderia não comprar em outros contextos.

Assinatura de Produtos de Reposição: assinatura em que o cliente receberá produtos na frequência escolhida, muito comum no mercado de grocery e de pets. Normalmente, são produtos de necessidade específica que devem ser reabastecidos com certa recorrência. Uma estratégia utilizada para incentivar a assinatura é a chamada “Assine e Economize”, em que há um desconto no valor unitário do produto ou no frete para clientes do clube.

Assinatura de Streaming, Conteúdo Digital e Softwares: assinatura em que o cliente paga um valor mensal para ter acesso a conteúdos digitais exclusivos ou versões pagas de softwares. Talvez esse seja o tipo mais comum de assinatura no mercado. 

Já é perceptível que os clubes de recorrência chegaram para ficar. Então, aproveite para entender melhor as opções e os benefícios desse serviço. Implemente um programa de assinaturas e fidelize agora os seus clientes utilizando a feature de assinatura da VTEX. Saiba mais sobre a nossa solução aqui.

Continue lendo: artigos relacionados
Estratégia

7 passos simples para garantir uma boa usabilidade de uma loja online

Você conhece a importância da usabilidade de uma loja online? Para destacar a sua loja online dos demais…

ESHOPPER
ESHOPPER
Estratégia

Uma linha do tempo para a implementação do conversational commerce

Os novos hábitos de compra dos consumidores, o boom do comércio social e a tendência voltada para a…

Gabriela Porto
Gabriela Porto
Estratégia

Como otimizar o checkout e aumentar a conversão em sua loja online

As vendas no ecommerce vem experienciando um crescimento considerável nos últimos anos. Segundo a Ebit/Nielsen o Brasil bateu…

Caroline Dias
Caroline Dias
Estratégia

9 principais diferenças entre o ecommerce B2C e B2B

Você já se perguntou como cada modelo de negócio requer uma arquitetura e um conjunto de funcionalidades diferentes?…

Iris Irikura
Iris Irikura
Estratégia

Como crescer a sua estratégia omnichannel com live shopping

Se existe algo que é uma constante no mundo digital e no mundo do ecommerce é a inovação…

Taissa Araujo
Taissa Araujo
Estratégia

Aumente o faturamento da sua loja virtual com entregas cada vez mais rápidas

Descubra como as estratégias logísticas usando dark stores têm garantido entregas em tempo reduzidoe se tornado tendência no…

Rebeca Maffra
Rebeca Maffra
Estratégia

O que uma plataforma de comércio omnichannel pode oferecer aos varejistas?

Ninguém entra no varejo pensando “Vou vender este único produto a este preço e neste canal para sempre”.…

Cody Stapleton
Cody Stapleton
Estratégia

Como integrar o conversational commerce em sua operação omnichannel

Um dos paradigmas das marcas é estar disponível onde quer que os clientes estejam e ser capaz de…

Diana Mourão
Diana Mourão
Estratégia

Conversational commerce: a mais nova tendência digital que está fortalecendo as empresas B2C e B2B

Por trás de qualquer tipo de negócio, há um ser humano. Isso é um fato. Portanto, tanto faz…

Juliana Sánchez
Juliana Sánchez
Veja Mais
Registro feito com sucesso