Estratégia

Como otimizar o checkout e aumentar a conversão em sua loja online

Caroline Dias
Caroline Dias May 2, 2022
Como otimizar o checkout e aumentar a conversão em sua loja online

As vendas no ecommerce vem experienciando um crescimento considerável nos últimos anos. Segundo a Ebit/Nielsen o Brasil bateu o recorde de vendas no primeiro semestre de 2021, atingindo um crescimento de 34% no volume de vendas em relação ao ano anterior. Outro número que reforça a afirmação acima é o número de novos compradores no mundo web — mais de 11 milhões de brasileiros fizeram a sua primeira compra online em 2020, segundo a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico).

Em uma sociedade que está cada vez mais conectada é visível que possuir um ecommerce é essencial para impulsionar e até mesmo para a sobrevivência de qualquer negócio. Entretanto, não basta apenas ter uma loja virtual, é necessário estar atento às estratégias para tornar a navegação fluida e agradável, de modo a reter o cliente no seu site. Além disso, outro fator essencial para sucesso de uma venda é o checkout — o processo de finalização de compra online.

O checkout tem o objetivo de solicitar as informações básicas do cliente e orientar sobre o processo logístico de entrega, passando segurança ao usuário de que ele está em um ambiente seguro para fornecer as suas informações pessoais. É justamente nessa etapa que muitas vendas são perdidas — segundo a Barriliance, cerca de 75% das vendas deixam de ser feitas devido ao abandono de carrinho, sendo alguns dos principais motivos a necessidade de criar uma conta no site e preocupações relacionadas à segurança na etapa de pagamento.

Logo, mesmo com um número alto de visitantes e uma boa taxa de cliques no site, ter um checkout otimizado e estar preparado para as objeções dos clientes pode ser a chave do sucesso do seu negócio. A seguir você confere 10 dicas de como otimizar seu checkout de modo a gerar mais conversões e receita.

Salve automaticamente o conteúdo do carrinho

Salvar o carrinho de compras é uma forma de agilizar a venda caso o cliente retorne à loja, o que elimina a necessidade de navegar e procurar pelos produtos pelos quais estava interessado.

Experimente o checkout de uma página

Apesar de não ser uma decisão unanime, é inegável os benefícios o uso do checkout de uma página, principalmente considerando compras impulsivas, visto que o menor número de cliques para a conclusão da compra é menor. Esse é um modelo prático, com um design clean que evita distrações e dá a impressão de um processo de compra mais curto — facilitando a compreensão do processo até mesmo para os clientes novos nas compras online.

Não peça informações desnecessárias

Atenha-se as necessidades básicas e apenas colete as informações que você realmente precisa. Se os campos de entrega e cobrança do cliente forem iguais, por exemplo, ele deve conseguir informar isso sem a necessidade de digitar o endereço novamente. Segundo uma pesquisa realizada pelo Baymard Institute nos Estados Unidos, 18% dos usuários abandonam o carrinho de compras devido a um “processo de finalização de compra muito longo/complicado”.

Além disso, outra estratégia é habilitar a validação dos campos no formulário em tempo real, o que pode ajudar os clientes durante o processo de preenchimento enquanto garante que os dados coletados dos clientes sejam precisos, evitando que eles não percam uma etapa de preenchimento.

Lembre-se: etapas adicionadas custam mais tempo ao cliente, tornando a jornada menos conveniente e aumentam a fricção na venda.

Ofereça uma variedade considerável de métodos de pagamento

Os clientes podem ser específicos quanto ao uso do método de pagamento de sua preferência, logo, oferecer o maior número de opções possíveis é uma forma de reduzir a fricção na compra. Segundo o Baymard Institute, 6% dos clientes abandonam o carrinho de compras devido a “poucas opções de pagamento”.

Caso oferecer uma alta gama de opções de pagamento seja algo inviável para o seu negócio devido ao custo, uma estratégia é priorizar os métodos mais populares primeiro e expandir as opções conforme a empresa cresce.

Apresente selos e crachás de segurança

Os clientes precisam confiar na segurança do site para inserir seus dados, logo, exibir distintivos e selos de segurança é uma forma de mostrar que o seu ecommerce leva o assunto a sério. Ainda segundo o Baymard Institute, 17% dos compradores abandonam os seus carrinhos por não confiarem nas medidas de segurança do site.

Conecte os clientes ao suporte quando eles precisarem

Exibir opções de suporte aos clientes no momento certo, principalmente durante no checkout, pode guiá-los à finalização de compra. Facilitar o acesso a um faq, aos telefones do sac ou até mesmo a um contato no WhatsApp pode ser a diferença entre a conversão e um carrinho abandonado.

Utilize um design limpo e remova as distrações

Remova todas as distrações adicionais no seu checkout, como cabeçalho e rodapé, botões de menu, itens adicionais a serem comprados ou qualquer coisa que impeça o cliente de concluir a compra — o foco durante essa etapa deve ser única e exclusivamente a ação de finalizar a compra. Um design simples mantém os clientes no caminho desejados e os dá menos motivos para sair.

Habilite o login social

Economize as etapas de registro dos clientes permitindo que eles se inscrevam / registrem utilizando suas contas sociais. Usar a verificação de identidade de maneira que seja possível preencher os campos de informação apenas com a verificação de identidade melhora a experiência e os motivam a retornar a sua loja online.

Permita a finalização de compra como visitante

Os obstáculos para a compra de um produto de sua loja devem ser evitados sempre que possível, logo, considerando que nem todos os clientes desejam se registrar em seu ecommerce (mesmo que vejam valor em fazer uma compra única), é importante se certificar que existe a opção de compra como visitante em seu comércio online. Segundo o Baymard Institute a necessidade de criar uma conta no site de compra é o segundo maior motivo de abandono do carrinho.

Otimize seu site para compatibilidade com dispositivos móveis

Certifique-se de que o design do seu checkout (e de todo o seu site) seja responsivo para dispositivos móveis. Nos últimos 6 meses 79% dos usuários de smartphones nos EUA fizeram compras online usando os seus dispositivos móveis — se você não conseguir otimizar a sua navegação para celular perderá um grande segmento de seus clientes.

Ao pensar no design para celular lembre-se de algumas premissas básicas, como:

  • Para navegar, os usuários usam os dedos, não o mouse. Isso significa que você deve colocar todos os elementos-chave da página ao alcance do polegar.
  • Digitar e clicar são mais complicados no celular. Você precisa ter botões maiores e mais largos e fáceis de clicar. Um tamanho de fonte maior também ajuda a melhorar a precisão da entrada de texto.
  • Os dedos são menos precisos do que um mouse, então o processo é mais sujeito a erros. É crucial que você facilite a detecção e correção de erros.

Uma ótima ferramenta para verificar a qualidade do seu site para dispositivos móveis é o teste de compatibilidade do Google.

Apesar de todas as dicas acima, você nunca terá certeza de que o seu processo de checkout foi projetado para o maior número possível de conversões, a menos que faça testes. Com isso, a melhor maneira de identificar quais dicas podem trazer o melhor resultado para as suas conversões é por meio do teste A/B, que consiste basicamente em levar metade do seu tráfego para o modelo A de seu checkout e a outra metade para o modelo B, testando apenas uma mudança por vez — com isso compare as taxas de conversão para identificar a melhor alternativa para o seu negócio. Além do uso de testes, seguir uma abordagem baseada em dados, com o Google Analytics, é uma ótima alternativa para identificar as oportunidades existentes para o seu checkout!

Continue lendo: artigos relacionados
Estratégia

7 passos simples para garantir uma boa usabilidade de uma loja online

Você conhece a importância da usabilidade de uma loja online? Para destacar a sua loja online dos demais…

ESHOPPER
ESHOPPER
Estratégia

Uma linha do tempo para a implementação do conversational commerce

Os novos hábitos de compra dos consumidores, o boom do comércio social e a tendência voltada para a…

Gabriela Porto
Gabriela Porto
Estratégia

9 principais diferenças entre o ecommerce B2C e B2B

Você já se perguntou como cada modelo de negócio requer uma arquitetura e um conjunto de funcionalidades diferentes?…

Iris Irikura
Iris Irikura
Estratégia

Como crescer a sua estratégia omnichannel com live shopping

Se existe algo que é uma constante no mundo digital e no mundo do ecommerce é a inovação…

Taissa Araujo
Taissa Araujo
Estratégia

Aumente o faturamento da sua loja virtual com entregas cada vez mais rápidas

Descubra como as estratégias logísticas usando dark stores têm garantido entregas em tempo reduzidoe se tornado tendência no…

Rebeca Maffra
Rebeca Maffra
Estratégia

O que uma plataforma de comércio omnichannel pode oferecer aos varejistas?

Ninguém entra no varejo pensando “Vou vender este único produto a este preço e neste canal para sempre”.…

Cody Stapleton
Cody Stapleton
Estratégia

Como integrar o conversational commerce em sua operação omnichannel

Um dos paradigmas das marcas é estar disponível onde quer que os clientes estejam e ser capaz de…

Diana Mourão
Diana Mourão
Estratégia

Conversational commerce: a mais nova tendência digital que está fortalecendo as empresas B2C e B2B

Por trás de qualquer tipo de negócio, há um ser humano. Isso é um fato. Portanto, tanto faz…

Juliana Sánchez
Juliana Sánchez
Estratégia

Conversational commerce: riscos e oportunidades

O conversational commerce é uma forma de venda em que as empresas se comunicam com os clientes diretamente…

Consuelo Cabrera
Consuelo Cabrera
Veja Mais
Registro feito com sucesso